Notícias

Fabricantes de etanol dos EUA querem comprar milho brasileiro

Fabricantes de etanol dos EUA querem comprar milho brasileiro

Alguns produtores de etanol dos EUA estão considerando comprar milho do Brasil para garantir o fornecimento, já que os preços domésticos estão aumentando, disse o chefe da Associação dos Combustíveis Renováveis ​​(RFA) nesta terça-feira.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) publicou na sexta-feira a versão final do chamado Padrão de Combustíveis Renováveis (RFS) para 2019, que trouxe um aumento 3,3% no volume total de combustíveis renováveis que deve ser misturado a combustíveis fósseis no ano que vem.

“Eu não ouvi dizer que isso está acontecendo, mas ouvi algumas conversas de que há pessoas olhando para ele, por causa da crescente disseminação entre os preços do milho nos EUA e Brasil”, disse o presidente-executivo Geoff Cooper em entrevista à margem do relatório. o Ethanol Summit 2019, em São Paulo, organizado pelo grupo de cana-de-açúcar Unica.

“Logisticamente, pode haver alguns lugares onde isso poderia funcionar, a Costa Oeste, por exemplo”, disse ele.

O milho dos EUA está obtendo preços mais altos em cinco meses, incluindo um aumento de mais de 25% desde maio, uma vez que a perspectiva da safra se deteriorou devido ao clima desfavorável.

Os preços no Brasil aumentaram mais lentamente e o país está colhendo a maior safra de milho de todos os tempos.

A Agroconsult, analista de grãos brasileira, citou relatos de fabricantes de etanol dos EUA, principalmente em ambas as costas, comprando milho do Brasil e da Argentina.

Além do preço, um dos principais fatores que impulsionam esses acordos é a dificuldade de transportar o milho de algumas áreas dos EUA para instalações domésticas de etanol devido à interrupção das águas após as chuvas, disse Andre Pessoa, analista-chefe da Agroconsult.

Voltar ao Topo