Economia

FGTS: Senado estuda propostas para ampliar saques

FGTS

O Senado Federal analisa propostas que alteram as regras do FGTS para, entre outros objetivos, liberar saques para uso em educação e saúde.

Uma das propostas é da senadora licenciada Rose de Freitas (Podemos-ES), que prevê o saque do saldo da conta aos 60 anos de idade.

Outro projeto abre mais possibilidades de saque do FGTS motivadas por questões de saúde: doença incapacitante ou rara; necessidade de cuidados permanentes ou de alto custo; doença que necessite de tratamento multidisciplinar; condição que dispense carência para concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez; e doença ou condição que motive isenção do imposto de renda. O projeto é de autoria do senador Romário (Podemos-RJ).

FGTS: Quem sacou R$ 500 pode receber o saque complementar de R$ 498 ?

Saque do FGTS para pessoas com deficiência

A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), por sua vez, propôs que o trabalhador saque o dinheiro de sua conta no FGTS para comprar órteses e próteses para dependentes com deficiência.

Com foco na área da educação, o senador Major Olimpio (PSL-SP) quer o saque para pagamento de matrícula e mensalidades escolares em curso superior ou técnico profissionalizante – e isso poderia ser feito pelo trabalhador, por seu cônjuge ou pelos dependentes.

Projeto do senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) amplia as possibilidades de saque do FGTS para saúde e educação, seja para pagamento de curso de nível superior ou para cirurgias essenciais à saúde. Styvenson afirmou que a liberação do FGTS nos casos de doenças visam aliviar a demanda do SUS. (Agências)

Voltar ao Topo