Petróleo

Governo brasileiro pretende vender ativos da Petrobras em 2019

O secretário de privatização do Brasil, Salim Mattar, anunciou planos para o governo brasileiro vender pelo menos R $ 74,5 bilhões (US $ 20 bilhões) em ativos de empresas estatais, incluindo partes da petroleira Petróleo Brasileiro (Petrobras).

Durante um discurso em uma conferência de investimentos na terça-feira, Mattar disse que o governo brasileiro quer que a Petrobras venda a maioria de suas 36 subsidiárias dentro de quatro anos. As ações da Petrobras subiram 2% no pregão da manhã desta quarta-feira.

Mattar também destacou o desejo do governo de vender subsidiárias dos bancos Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, bem como planos de privatizar a empresa estatal de energia elétrica Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobrás) vendendo ações adicionais.

Ele acrescentou que espera que essas vendas sejam significativamente mais fáceis do que a privatização de empresas estatais controladas por ministérios do governo, estimando que as empresas estatais brasileiras valem entre R $ 700 bilhões (US $ 188) e R $ 800 bilhões (US $ 215 bilhões) combinados.

Os comentários de Mattar vêm depois que a Petrobras teria concordado em vender uma refinaria de petróleo texana para a multinacional de energia americana Chevron. Em dezembro de 2018, a Petrobras também anunciou planos de investir US $ 84,1 bilhões em projetos de exploração e produção em águas profundas no Brasil, na expectativa de levantar US $ 27 bilhões em vendas de ativos e parcerias até 2023.

A empresa foi recentemente alvo de alegações de corrupção, pagando uma multa de US $ 853,2 milhões às autoridades americanas e brasileiras em setembro de 2018 para acertar as investigações sobre a alegada corrupção, que envolveu executivos da Petrobras que supostamente aceitaram subornos em troca de contratos de construção inflados. preços.

Voltar ao Topo