Energia

Governo Paraguaio cancela acordo de energia da represa de Itaipu

Governo Paraguaio cancela acordo de energia da represa de Itaipu

O Paraguai assinou nesta quinta-feira (1) um documento que cancela o acordo bilateral que favoreceu o Brasil na contração de energia da usina de Itaipu, poupando o presidente do Paraguai, Abdo Benitez, de um processo de impeachment. Agora ambos os países devem renegociar o poder que o Paraguai deve comprar até 2022.

O governo paraguaio queria que o Brasil apoiasse o cancelamento do contratode energia. O governo brasileiro, no entanto, não aceitou isso e queria que o cancelamento fosse apenas do Paraguai. Apoiar a ação, dizem os interlocutores do governo, significaria concordar que o acordo negociado em maio é prejudicial ao Paraguai.

A avaliação é que a anulação das atas pelo Paraguai é suficiente para ajudar o presidente paraguaio Mário Abdo Benítez, alvo de impeachment da oposição, pois o documento só perde sua validade com a decisão de uma das partes.

O cancelamento causou uma reação imediata no processo de julgamento político que o Congresso começou a preparar contra Abdo Benítez, em uma sessão extraordinária que começou às 10h.

Com o cancelamento do pacto, o grupo de senadores liderado por Horacio Cartes, Honor Colorado, retirou seu apoio ao processo de remoção.

Sem os votos da corrente liderada pelo ex-presidente do Paraguai, a oposição não teria o número necessário para aprovar o impeachment do agente.

USINA ITAIPU

Usina Hidrelétrica de Itaipu é uma usina hidrelétrica binacional localizada no Rio Paraná, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. A barragem foi construída pelos dois países entre 1975 e 1982, período em que ambos eram governados por ditaduras militares. O nome Itaipu foi tirado de uma ilha que existia perto do local de construção. Na família linguística tupi-guarani, o termo significa “pedra na qual a água faz barulho”, através da junção dos termos itá (pedra), i (água) e pu (barulho). Quando foi concluída, era a maior barragem do mundo, título que manteve por 21 anos até a construção da Hidrelétrica das Três Gargantas, na China, em 2003.

Voltar ao Topo