Notícias

Ibovespa, dólar e DIs não saem do lugar com investidores à espera de novidades no exterior

O Ibovespa opera entre perdas e ganhos nesta segunda-feira (9) com os investidores à espera de novidades na guerra comercial entre Estados Unidos e China em meio ao esvaziamento do Congresso e da pauta política em dezembro.

Às 10h09 (horário de Brasília) o Ibovespa registra leve alta de 0,05%, a 111.176 pontos.

Já o dólar comercial ficava praticamente estável, com leves ganhos de 0,04% a R$ 4,1447 na compra e a R$ 4,1472 na venda. O dólar futuro com vencimento em janeiro de 2020 registrava moderada alta de 0,05%, a R$ 4,1475.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2021 fica estável a 4,61% e o DI para janeiro de 2023 tem queda de um ponto a 5,73%.

Entre os indicadores, destaque para a revisão das expectativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019. Os economistas consultados pelo Relatório Focus do Banco Central elevaram as projeções de 0,99% para 1,1%. Para 2020, a previsão subiu de 2,22% para 2,24%.

Já a expectativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi elevada de 3,52% para 3,84% em 2019 e mantida em 3,6% para 2020.

Para a Selic, a projeção foi mantida em 4,5% para 2019 e 4,5% para 2020. A taxa de câmbio foi elevada de R$ 4,10 em 2019 para R$ 4,15 e de R$ 4,01 em 2020 para R$ 4,10.

No exterior, em entrevista à CNBC, Larry Kudlow, conselheiro econômico da Casa Branca, disse que os EUA e a China estão próximos a um acordo, mas sugeriu que Trump pode “ir embora” das negociações se certas condições não forem atendidas por Pequim.

No domingo, a China informou que suas exportações caíram 1,1% em novembro, a quarta queda mensal consecutiva, o que pode reforçar a urgência em fazer um acordo comercial com os americanos. As bolsas europeias operam em baixa.

Voltar ao Topo