Empregos

Implantação de nova fábrica da Britânia vai gerar mil vagas de emprego

Nova fábrica da Britânia gera vagas

Foi anunciada na última quarta-feira (15) pela empresa de eletrodomésticos Britânia a implantação de seu novo parque fabril no município de Linhares, no norte do Espírito Santo, com a expectativa de criação de mil novas vagas de emprego. O investimento gira em torno de R$ 200 milhões.

O governador do Estado, Renato Casagrande comentou sobre a importância da chegada de empreendimentos, trazendo benefícios aos capixabas. “Mostra um trabalho intenso de busca de empreendimentos por parte do Governo do Estado. Para isso, nossa organização é fundamental, assim como nossa estabilidade institucional e incentivos. Tudo isso colabora e ajuda para que possamos receber empreendimentos como esse”.

Casagrande ainda destacou ainda a importância da sua instalação. “São quase 200 milhões de reais em investimento, gerando praticamente mil empregos na primeira fase, além de ser uma empresa consolidada no mercado brasileiro”, apontou.

Na unidade serão fabricados aparelhos eletroportáteis, como liquidificadores, multiprocessadores e ventiladores, entre outros.

Das vagas de emprego na Britânia

As obras terão início no mês de março e a fábrica deverá ocupar uma área de 65 mil metros quadrados, no bairro Bebedouro. Cerca de mil profissionais serão contratados para a sua construção.

Sobre as vagas de emprego, ainda não há informações sobre como e quando o processo seletivo para o departamento de construção civil será iniciado. Mas, deve ser anunciado muito em breve, já que as obras iniciam em menos de dois meses.

O diretor presidente da Britânia, César Eduardo Buffara, destacou que a localização e o equilíbrio fiscal estão entre os fatores que contribuíram para que o Espírito Santo tenha sido escolhido pela empresa para receber a nova planta.

“As contas públicas do Espírito Santo são extremamente equilibradas e isso gera confiança para nós, investidores. Seria muito bom se todo o Brasil adotasse essa preocupação com o equilíbrio fiscal. Vale destacar que também é um Estado que tem uma localização muito estratégica, que facilitará nossa importação de insumos, além de nos permitir abastecer todo o Brasil com os nossos produtos”, ressaltou.

Voltar ao Topo