Offshore

Integrantes da Ocyan desenvolvem aplicativo para controle de recebimento de materiais offshore

Os integrantes da área de Logística da Unidade de Negócio de Perfuração (UNP) da Ocyan, com base em Macaé (RJ), desenvolveram um aplicativo para realização das principais atividades de logística da base. O projeto, pioneiro no setor de óleo e gás, foi chamado de DigiMob, e tem como objetivo otimizar as atividades no Yard, base logística da área de unidade de perfuração da empresa, trazendo ganhos em segurança, eficiência e confiabilidade ao processo.

O DigiMob permite agilidade nos processos de recebimentos de materiais, identificação através de etiquetas com código QR Code e agilidade na expedição das cargas para as sondas, tudo isso de forma simples com a utilização de tablets. O projeto foi idealizado em três fases, sendo que as duas primeiras já estão finalizadas e em utilização. A terceira etapa será concluída em 2020.

“A ideia surgiu dos próprios integrantes. O grande mérito é que eles identificaram uma nova metodologia para ajudar o processo como um todo. Antes, o serviço era físico, manual, gastava-se muito mais tempo com lançamentos no sistema, preenchimento de planilhas e etiquetas de identificação”, destaca Heitor Gioppo, vice-presidente da unidade de perfuração da Ocyan.

A primeira fase do projeto foi concluída em maio desse ano, sendo automatizado o recebimento de materiais através da utilização de tablets. Já no primeiro mês de utilização desta ferramenta, o tempo de recebimento dos materiais caiu 33% para itens nacionais e 50% para os importados, redução essa ocorrida sobretudo em função do uso do DigiMob no lançamento da conferência física do material no sistema. A base logística Yard recebe todos os materiais que seguirão para as sondas da Ocyan, que vão desde itens de higiene até grandes estruturas, como juntas de risers, juntas telescópicas, tubulares para perfuração de poços, conectores de cabeça de poço, dentre outros.

Em dezembro, a segunda fase do projeto foi finalizada, permitindo a identificação de todos os materiais recebidos através da impressão de etiquetas com código QR Code, e a automatização de todos os processos de expedição de materiais, sempre com a utilização de tablets.

“Os ganhos são consideráveis, pois além de permitir agilidade nos lançamentos dos itens, que agora ocorre de forma automatizada, torna possível ainda as consultas de saldos dos pedidos de compras em tempo real, reduzindo os riscos de falhas na alimentação do sistema e contribuindo para a conformidade nos processos”, pontua Gioppo.

Voltar ao Topo