Energia

Investimentos em energia solar é a esperança para o Brasil

 A crescente preocupação com o meio ambiente e a busca pela diversificação de eletricidade ligada ao desenvolvimento industrial levaram à produção de energia renovável em todo o mundo. 

O uso de energia solar, um dos principais objetivos da 21ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2015 (COP 21), é uma tendência que ganhou impulso no mercado brasileiro depois que o presidente francês Emmanuel Macron decidiu mobilizar um trilhão de dólares para o setor até 2030 para ajudar as nações emergentes. 

    “A iniciativa é muito interessante. Acrescenta um pouco de valor extra ao mercado de energia solar no Brasil, especialmente porque o país está crescendo cada vez mais”, disse à ANSA Luis Gustavo Li, gerente da LGL Solar Treinamentos.

   Ele acrescentou que “o potencial de energia solar no Brasil é enorme”. “Pelo que tenho visto, mesmo entre os nossos alunos, é que as pessoas estão falando cada vez mais sobre o setor e isso também está levando ao crescimento do mercado”, disse ele. O pedido do Brasil para se juntar à Aliança Internacional Solar (ASI), convidado pela presidência do Congresso Nacional em 26 de fevereiro, levou a algumas esperanças dentro do setor no país e a algum crescimento. 

Em janeiro, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) anunciou que o país superou o 1 GW de capacidade instalada em projetos de energia solar. A associação acrescentou que esse montante havia sido alcançado por apenas 30 países do mundo e que foi devido a leilões realizados pelo governo entre 2014 e 2015. O presidente da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, disse que “o Brasil está com mais de 15 anos de atraso no uso de energia solar fotovoltaica, mas podemos ser um dos principais países do mundo neste mercado”. 

De acordo com um relatório publicado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as perspectivas para o ano em curso são de que a produção de energia solar dobre no Brasil, já que a maior parte das 67 instalações solares planejadas para 2021 começará a produzir este ano.

 A edição será um dos temas da EnerSolar + Brasil, feira de negócios da Cipa Fiera Milano, que acontece de 22 a 24 de maio no São Paulo Expo, em São Paulo, Brasil. A feira apresentará os últimos desenvolvimentos no setor de energia sustentável. já que a maioria das 67 instalações solares planejadas para 2021 começará a produzir este ano. A edição será um dos temas da EnerSolar + Brasil, feira de negócios da Cipa Fiera Milano, que acontece de 22 a 24 de maio no São Paulo Expo, em São Paulo, Brasil. 

A feira apresentará os últimos desenvolvimentos no setor de energia sustentável. já que a maioria das 67 instalações solares planejadas para 2021 começará a produzir este ano. A edição será um dos temas da EnerSolar + Brasil, feira de negócios da Cipa Fiera Milano, que acontece de 22 a 24 de maio no São Paulo Expo, em São Paulo, Brasil. A feira apresentará os últimos desenvolvimentos no setor de energia sustentável.

Voltar ao Topo