Offshore

Americana lança programa em águas profundas da bacia de Campos

A ION Geophysical, uma empresa de geociências com sede em Houston, expandirá seus dados de múltiplos clientes por meio de um novo programa de re-criação de múltiplos clientes 2D no exterior, no Brasil.

A ION informou na terça-feira que a primeira fase do programa Farofa cobriria a área de terra na bacia de Campos, em águas profundas, que estaria disponível para licenciamento em outubro, na próxima rodada do Brasil.

O programa reconstruirá cerca de 10.000 quilômetros de dados existentes usando a mais recente tecnologia para fornecer uma visão atualizada da área da bacia de sal fora de borda. Este programa estenderá o programa Picanha 3D para a área da Rodada 16.

Os limitados dados 3D disponíveis nesta área da Rodada 16 tornam o conjunto de dados Farofa fundamental para fornecer informações valiosas sobre o potencial do pré-sal. Espera-se que os dados iniciais estejam disponíveis no primeiro trimestre de 2019, e o programa está previsto para ser concluído em maio de 2019.

Joe Gagliardi , vice-presidente sênior de desenvolvimento de negócios de E & P da ION, disse: “O Brasil continuou a atrair forte interesse de grandes empresas de E & P, atraindo surpreendentes US $ 5,5 bilhões em bônus de assinatura em menos de dois anos.

“A área da Rodada 16, coberta pelo programa Farofa, tem corpos salgados extremamente complexos que encobrem e mascaram a extensão do jogo do pré-sal. A natureza complexa dessa área cria desafios na geração de imagens em relação à parte interna da Bacia de Campos, tornando-se uma excelente oportunidade para novas explorações.

“Este programa aproveita a experiência da ION no Brasil e expande nossa biblioteca de dados no Brasil para 75.000 quilômetros quadrados de dados 3D e 85.000 quilômetros de dados 2D no mar”.

Voltar ao Topo