Offshore

LLOG e Repsol fazem parceria para desenvolver ativos em águas profundas

A LLOG Exploration Offshore e a Repsol E & P USA assinaram um acordo de troca de ativos e participação conjunta para desenvolver ativos offshore em águas profundas no Golfo do México.

O acordo abrange a perfuração de um poço de delimitação na descoberta de Leon pela Repsol. A LLOG e a Repsol terão uma participação de 33% e uma participação de 50% respectivamente no poço.

Perfurado pela Repsol no final de 2014, a descoberta Leon está situada no bloco Keathley Canyon 642 em 6.000 pés de água e cerca de 200 milhas ao largo da Louisiana. Durante a campanha de perfuração, o poço encontrou quase 500 pés de óleo líquido de alta qualidade em múltiplas areias na formação do Terciário Inferior.

A perfuração programada irá delinear completamente o poço, após o qual as possíveis opções de desenvolvimento do campo serão avaliadas.

A Repsol também irá adquirir uma participação de 30% no Mocassim de descoberta operado pela LLOG em Keathley Canyon 736. A LLOG manterá uma participação de 31,35% no campo.

Descoberto em 2011, o Moccasin foi perfurado a uma profundidade total de mais de 31.000 pés. A LLOG encontrou cerca de 400 pés de óleo líquido no terciário inferior. Posteriormente, a LLOG licenciou o bloco em uma Venda de Arrendamento de 2017.

“Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto com a Repsol em outros desenvolvimentos futuros em águas profundas no Golfo do México e valorizar muito nossa forte relação de trabalho”.

Como Mocassim está localizado a menos de 32 quilômetros de León, o co-desenvolvimento dos dois campos está atualmente sendo considerado.

O acordo entre a LLOG e a Repsol também abrange os blocos 642, 643, 686 e 687 do Keathley Canyon.

Ambas as empresas são atualmente co-proprietárias no desenvolvimento contínuo da descoberta de Buckskin operada pela LLOG, situada nos blocos 785, 828, 829, 830, 871 e 872 do Keathley Canyon.

A primeira produção da Buckskin é esperada em meados de 2019.

O presidente e diretor executivo da LLOG, Philip LeJeune, disse: “Essas descobertas em águas profundas altamente prospectivas estão próximas e visam a mesma formação do Terciário Inferior que estamos explorando na Buckskin.

“Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto com a Repsol em outros desenvolvimentos futuros em águas profundas no Golfo do México e valorizar muito nossa forte relação de trabalho”.

Voltar ao Topo