Óleo e Gás

MME publica o Boletim Mensal de Acompanhamento da Indústria de Gás Natural

O Ministério de Minas e Energia publicou a edição nº 145/março de 2019, do Boletim Mensal de Acompanhamento da Indústria do Gás Natural.

A publicação apresenta o balanço do gás natural no Brasil, na Argentina, na Bolívia, no Chile e no Uruguai, além de dados nacionais – reservas, produção, destinação do gás, importações e oferta interna, consumo, preços, competitividade e infraestrutura de transporte -, entre outras informações.

Destaques de março de 2019 – (Análise comparativa em relação ao mês anterior)

– Demanda: O segmento termelétrico impactou diretamente na redução da demanda total, que caiu de 81,4 para 70,0 milhões de m³/dia.

– Demanda termelétrica: A queda da geração termelétrica foi fortemente influenciada pela diminuição do CMO médio, que passou de 276 para 158 R$/MWh.

– Oferta: Acompanhando a demanda, a oferta caiu de 88,4 para 76,6 milhões de m³/dia, concretizada por meio da diminuição da importação de gás boliviano.

– Regaseificação de GNL: Diferentemente da tendência, a redução da demanda termelétrica não impactou a regaseificação de GNL, que ficou estável em 10,7 milhões de m³/dia.

– Importação boliviana: A compatibilização com a redução da demanda termelétrica foi efetivada por meio da menor importação de gás boliviano, que caiu de 23,2 para 13,1 milhões de m³/dia.

Voltar ao Topo