Óleo e Gás

Modec deve fornecer FPSO à Equinor para Carcará

Após meses de negociação com a norueguesa Equinor, fontes afirmam que a Modec deve fechar contrato com a empresa a fim de realizar estudos de engenharia para o FPSO (Unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência, em inglês, Floating Production Storage and Offloading) a ser instalado no campo de Carcará, na Bacia de Santos. Com isso, a Modec passaria à frente da rival SBM Offshore, que também tentava fechar acordo com a Equinor.

Originalmente, a empresa norueguesa planejava anunciar o vencedor da negociação até o final de outubro, mas o prazo foi estendido por mais alguns dias e o anúncio pode vir a qualquer momento. Caso a Modec consiga o acordo no campo de Carcará, será mais um contrato de FPSO no Brasil e o primeiro com a Equinor no país.

O FPSO de Carcará será operado pela Equinor e a primeira exploração estaria marcada para o ano de 2024. A unidade flutuante será conectada a 20 poços de desenvolvimento, sendo 12 de produtores de óleo, quatro injetores de gás e quatro injetores de água.

Voltar ao Topo