Marítimo

Navio que transportava petróleo explode na Coreia do Sul

Navio que transportava petróleo explode na Coreia do Sul

Um navio cargueiro, ancorado em um porto na Coreia do Sul, explodiu neste sábado (28). Uma embarcação nas proximidades também pegou fogo. A polícia diz que todas as  pessoas a bordo das duas embarcações foram resgatadas.

Segundo a polícia e a agência de notícias da Coreia do Sul, Yonhap, o navio, transportando 25 mil toneladas de derivados de petróleo, estava ancorado em um porto na cidade de Ulsan, no sul do país, quando houve explosão. Uma foto tirada no local mostra a chama e a fumaça negra saindo da embarcação.

O navio de 25.881 toneladas de petroleiro pegou fogo após a explosão por volta das 10h51, quando estava no cais de Yeompo Quay, em Ulsan, a 400 quilômetros a sudeste de Seul.

Um total de 25 pessoas, todos estrangeiros, estavam a bordo do navio, mas foram resgatadas, segundo as autoridades. O fogo se espalhou rapidamente para outro navio de carga próximo a ele com 21 tripulantes a bordo, mas eles também foram salvos. Doze marinheiros – três estrangeiros e nove sul-coreanos – e seis equipes de resgate ficaram feridos, principalmente devido a queimaduras e inalação de fumaça. Entre eles, um coreano sofreu ferimentos graves, segundo as autoridades.

 As famílias da tripulação foram informadas. Stolt Tankers também informou que as equipes de emergência continuavam a manter um jato de água de resfriamento sobre o navio durante a noite. O navio permaneceu estável, sem carga ou combustível relatado como liberado na água.

Uma equipe multinacional de especialistas internos e externos foi mobilizada e estará em breve em breve para ajudar as autoridades locais, avaliar os danos e iniciar a investigação. A extensão total dos danos ao navio e à carga ainda precisa ser estabelecida. A causa exata do incidente ainda é desconhecida, embora alguns relatos declarem que foi causado pelo superaquecimento do monômero de estireno. A superestrutura da Stolt Groenland foi relatada como danificada extensivamente.

Voltar ao Topo