Notícias

Navios petroleiros são alvos de ataques no Oriente Médio

Navios petroleiros são alvos de ataques no Oriente Médio

Foi confirmada pela Arábia Saudita nesta segunda-feira (13) que dois navios petroleiros do país estavam entre os quatro que sofreram ataques, enquanto navegavam na região do Estreito de Ormuz, próximo à costa dos Emirados Árabes Unidos. As informações chegaram através do ministro de Energia saudita, Khalid al-Falih. A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos são dois dos maiores produtores de petróleo do planeta.

Os ataques ocorreram por volta das 6h de domingo (12), próximo a Furaijah, um dos maiores centros de abastecimento de combustível do mundo, no momento em que as embarcações estavam a caminho do Golfo Pérsico. Segundo Falih, os ataques não geraram vítimas e nem vazamento de petróleo no mar, no entanto, causaram danos significativos nas estruturas dos navios.

 Após os ataques, o preço do petróleo bruto nos mercados mundiais chegou a aumentar em 1,1%, com o barril a US$ 71,77. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda que o Irã “sofreria muito” se tomasse alguma atitude contra os interesses americanos. Trump disse parra repórteres da Casa Branca que, “Vamos ver o que acontece com o Irã. Se eles fizerem qualquer coisa, será um erro muito grande. Ainda completou, “Se eles fizerem qualquer coisa, vão sofrer muito.”.

Atualmente os Estados Unidos e o Irã  encontram-se em meio ao conflito do relacionamento comercial, que travaram batalha com descumprimento de acordo internacional e imposição de sanções econômicas. O ataque ficou como  “tentativa de minar a segurança do abastecimento internacional”, não obteve acusação de culpados.

Voltar ao Topo