Empregos

Toyo Setal vai iniciar obras do Comperj que vão gerar cerca de 5 mil vagas de emprego

Obras do Comperj irá gerar cerca de 5 mil vagas de emprego

Após vitória da Toyo Setal sobre a licitação do comperj, serão gerados mais de 5 mil empregos para a conclusão da obra que deve durar cerca de 18 meses.As obras serão de conclusão da construção das utilidades do empreendimento. Em Agosto a MIP Engenharia finalizou a montagem do flare no Comperj.

As obras do Comperj, em Itaboraí, que estavam paradas desde 2015 e já tem a UPGN sendo construída pela Kerui Metodo, agora terão mais uma importante parte sendo retomada. A Toyo Setal assinou o contrato no dia 16 de setembro e a Petrobras deverá emitir a autorização de serviço ainda em outubro. O prazo para conclusão das obras é de 18 meses e a expectativa é de criação de 1 mil empregos diretos e mais 4 mil indiretos.

O gerente comercial da Toyo Setal, Rafael Lima, comentou sobre a importância da assinatura do contrato, “Esse é um contrato extremamente importante para a Toyo Setal, já que representa a retomada do relacionamento com a Petrobras, tradicionalmente nosso maior cliente”, disse ele.

As dificuldades para se conseguir vencer a concorrência também foi destacada, visto que além da Petrobras só ter aceito empresas cadastradas com capacidade comprovada, a oferta de empresas, devido a crise que reduziu a carteira de encomendas, também influenciou muito no preço ofertado.

Recuperação econômica

A cidade de Itaboraí e região foi muito impactada pela paralisação das obras em 2015 pela Petrobras e empreiteiras, gerando uma grave crise econômica e social com milhares de pessoas que perderam seus postos de trabalho tendo que viver de pequenos serviços ou de ajuda de parentes para sobreviver.

As obras de utilidades do Comperj são um alento para o município de Itaboraí, mesmo que os postos de trabalho gerados pela Toyo não sejam aqueles aguardados na época em que se pensava em construir o complexo petroquímico. O governo aguarda um estudo de viabilidade para definir se leva o projeto como refinaria adiante com os chineses da CNPC ou não.

O Comperj

As obras de construção do Projeto Integrado Rota 3, em Itaboraí (RJ), já começaram. O Rota 3 tem como objetivo ampliar o escoamento de gás natural dos projetos em operação na área do pré-sal da Bacia de Santos. A unidade de processamento de gás natural (UPGN) será a maior do país, com capacidade de processamento de até 21 milhões de m³ por dia. A previsão de início de operação é 2021.

A Petrobras busca parcerias para concluir as obras da Refinaria Trem 1, conforme divulgado em seu Plano de Negócios e Gestão para o período de 2019 a 2023, e estamos executando as atividades de preservação dessas unidades.

Voltar ao Topo