Empregos

Odebrecht e Teekay batizam primeiro navio

As companhias Odebrecht Óleo e Gás e Teekay Offshore Partners L.P realizaram na sexta-feira, em Cingapura, a cerimônia de batismo do navio Pioneiro de Libra, informou neste sábado a companhia brasileira em comunicado.

A embarcação, uma Unidade Flutuante de Produção Armazenamento e Transferência (FPSO, na sigla em inglês), começou a ser construído no estaleiro de Jurong, em Cingapura, no final de 2014, e é resultado de uma joint venture entre as duas companhias.

O novo petroleiro será fretado para um consórcio formado pelas empresas Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC, com o objetivo de explorar nos próximos 12 anos a gigante jazida de Libra, no Oceano Atlântico, que tem entre 8 e 12 bilhões de barris de petróleo.

Com um investimento próximo aos US$ 1 bilhão, o Pioneiro de Libra poderá atuar em superfícies marinhas de até 2.400 metros de profundidade e terá capacidade para produzir diariamente 50 mil barris de petróleo e 4 milhões de metros cúbicos de gás.

“Temos o orgulho de ter contribuído para esse projeto com nossa capacidade financeira. Será o primeiro FPSO a operar na jazida de Libra”, afirmou o diretor-superintendente de Serviços Integrados da Odebrecht Óleo e Gás, Jorge Mitidieri, em comunicado.

A primeira operação da embarcação deve ocorrer ao longo do primeiro semestre do próximo ano, segundo as previsões.

Voltar ao Topo