Empregos

Odebrecht está contratando mecânico, eletricista, operador, técnico e mais

Odebrecht está contratando

Pertencente ao Grupo Odebrecht, a Atvos Agroindustrial está com novas ofertas de trabalho para os departamentos técnico e de manutenção. A subsidiária da Odebrecht está contratando profissionais em oito cargos diferentes.

De acordo com o departamento de recursos humanos da Atvos, antiga Odebrecht Agroindustrial, as vagas foram anunciadas nesta quarta-feira (25), e as oportunidades são para profissionais do município de Rio Brilhante, interior do Mato Grosso, ou de regiões próximas.

Veja as vagas que estão sendo oferecidas pela Atvos (Odebrecht Agro Industrial).
  • Eletricista Sênior – Industrial
  • Técnico SR – Instrumentação
  • Operador SR – Industrial ( Etanol e Fábrica de Açúcar)
  • Mecânico Sênior – Automotivo
  • Eletricista Sênior – Automotivo
  • Técnico de Enfermagem
  • Estagiário Remunerado – Áreas administrativas ( Psicologia, Administração, Ciências Contábeis e Pedagogia)

Estando de acordo com o perfil solicitado e interessado em concorrer a uma das vagas que a Odebrecht está contratando, o profissional deverá enviar um currículo atualizado para o e-mail [email protected], informando o cargo desejado no título da mensagem.

Sobre a empresa

A Organização Odebrecht (ou Grupo Odebrecht, ou apenas Odebrecht) é um conglomerado empresarial brasileiro de capital fechado que atua em diversas partes do mundo nas áreas de construção e engenharia, química e petroquímica, energia, entre outros. A empresa foi fundada pelo engenheiro pernambucano Norberto Odebrecht no ano de 1944, em Salvador, na Bahia, e atualmente está presente em 21 países distribuídos por todo o Continente Americano, na África, na Europa e no Oriente Médio.

A Atvos Agroindustrial é uma empresa da Organização Odebrecht criada em 2007 para atuar no mercado de produção e comercialização de biocombustíveis, especialmente etanol. Atua também na produção de açúcar e energia elétrica. Até 2013 era chamada de ETH Bioenergia[1]. É líder na América Latina nos setores de engenharia e construção, química e petroquímica, com participação acionária de 33% da japonesa Sojitz Corporation.

Voltar ao Topo