Petróleo

Óleo atinge o pico de 2019 com cortes da OPEP

Os futuros do petróleo atingiram a alta de 2019 na terça-feira, 2 de abril, sob a perspectiva de que mais sanções contra o Irã e mais interrupções na oferta na Venezuela poderiam intensificar os cortes de oferta liderados pela Opep, aumentando as expectativas de que os preços do Brent superariam US $ 70 por barril em breve.

Os Estados Unidos estão considerando mais sanções contra o Irã, cujas exportações de petróleo foram reduzidas pela metade pelas medidas existentes, disse uma autoridade. Um importante terminal de petróleo na Venezuela, que também está sob sanções dos EUA, suspendeu as operações novamente.

“O nível de preço de US $ 70 por barril está surpreendentemente próximo”, disse Norbert Ruecker, analista do banco suíço Julius Baer, ​​acrescentando que é improvável que o mercado se mova permanentemente acima desse nível.

“Qualquer aumento adicional no preço do petróleo começará a ter consequências econômicas mais danosas para a maioria dos mercados emergentes”.

Outras perdas de fornecimento do Irã e da Venezuela poderiam elevar o corte de produção liderado pela Opep, que entrou em vigor em janeiro, projetado para evitar um aumento nos estoques.

A oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo atingiu uma baixa de quatro anos em março, segundo uma pesquisa da Reuters, já que a Arábia Saudita cortou mais do que o previsto no acordo e devido a cortes involuntários.

Voltar ao Topo