Energia

Ômega adquire participação de 50% no complexo solar Pirapora por US $ 283 mi

A empresa brasileira de energia renovável Omega Geração (Omega) assinou um acordo para adquirir uma participação de 50% no maior complexo solar operacional do Brasil, Pirapora, por R $ 1,1 bilhão (US $ 283,03 milhões).

Pelo acordo, a Omega adquirirá uma participação de 30% da EDF EN do Brasil, subsidiária da EDF Energies Nouvelles, e todos os 20% da Canadian Solar UK Projects.

Em outubro de 2016, a EDF adquiriu 80% do projeto, localizado no estado de Minas Gerais.

“O complexo de Pirapora possui 11 usinas com capacidade instalada total de 321 MW, o suficiente para abastecer 400.000 residências na região.”

A conclusão da transação está sujeita às condições habituais de fechamento, incluindo a aprovação da autoridade antitruste brasileira, bem como o consentimento do credor. A Omega antecipa que o acordo seja concluído até o final deste ano.

Após a conclusão da transação, a Omega e a EDF Renewables também terão o complexo Pirapora e administrarão em conjunto a instalação de energia solar.

O presidente da Omega, Antonio Augusto Torres de Bastos Filho disse: “Com Pirapora, vamos adicionar um excelente ativo ao nosso portfólio que atende aos nossos padrões de alta qualidade e torna nossos fluxos de caixa ainda mais previsíveis devido à diversificação geográfica e de fontes.

“Nossa carteira pós-negociação terá 62% de energia eólica, 25% de energia solar e 13% de energia hidrelétrica. Também estamos entusiasmados em continuar expandindo nossos investimentos em Minas Gerais, o estado onde a Omega iniciou sua jornada há dez anos com o desenvolvimento da usina hidrelétrica de Pipoca ”.

O complexo de Pirapora possui 11 usinas com capacidade total instalada de 321MW, o suficiente para abastecer 400.000 residências na região.

Bastos acrescentou ainda: “Além da localização geográfica favorável, os projetos venderam 100% de sua produção de energia através de Contratos de Compra de Energia (PPAs) de 20 anos concedidos nos Leilões de Energia de Reserva, o que garante um fluxo de receita longo e estável.”

Em dezembro passado, a Omega comprou 100% do complexo eólico de 220,8 MW Delta 3, localizado no estado do Maranhão, por um valor de empresa de R $ 1,97 bilhão (US $ 504 milhões).

Voltar ao Topo