Petróleo

Opinião: a importância do petróleo para o desenvolvimento do Brasil

O petróleo é um recurso estratégico e não renovável. Nosso país ocupa uma posição de destaque e ainda tem capacidade para ampliar as operações. Para ter uma ideia, o Brasil já é o maior produtor de petróleo da América do Sul — o que o faz ter uma importância geopolítica significativa.

Porém, de que forma esse contexto aparece na prática? Como o petróleo é usado na indústria e na sociedade? Qual é o seu impacto para o desenvolvimento da nação? Essas são algumas perguntas que vamos explicar neste artigo. Acompanhe!

Como o petróleo é utilizado na indústria e na sociedade de modo geral?

O petróleo é um recurso energético criado pelo acúmulo de material orgânico, que passa por transformações diante de condições específicas de isolamento e pressão. Tem uma extração complexa, porque é preciso utilizar equipamentos com capacidade de perfurar camadas rochosas para fazê-lo chegar à superfície.

Hoje, esse é o recurso energético mais usado no mundo. Seus derivados são utilizados amplamente na indústria e na sociedade. Entre os principais estão: gasolina, óleo diesel, querosene, parafina, lubrificantes industriais, alguns tipos de solventes e até o plástico.

Esses exemplos mostram que o petróleo é utilizado na realização de diferentes atividades e é fundamental para a indústria e a sociedade. Ele é usado especialmente como combustível automotivo, mas também é importante para o funcionamento de usinas termoelétricas e é matéria-prima para a fabricação de tintas, plásticos, borrachas sintéticas, medicamentos, fertilizantes e outros produtos.

Devido à sua importância, essa substância é considerada o recurso básico da sociedade industrial contemporânea, sendo responsável por 37% da produção energética. Atualmente, é o líder nesse aspecto, se comparado a outras fontes de energia.

O setor de transporte é o que mais utiliza o petróleo. Do total, 50% são destinados a esse segmento. Do restante, 25% são aplicados em indústrias químicas e para a geração de energia em usinas termoelétricas, e os outros 25% para as demais indústrias.

De que maneira ele impacta o desenvolvimento do país?

A utilização do petróleo em âmbito mundial começou a partir da 2ª Revolução Industrial, ainda no século XIX. No Brasil, a existência da substância foi descoberta em 1939, na Bahia. Sete anos antes já havia sido instalada a primeira refinaria, em Uruguaiana (RS).

Esse breve contexto indica a importância histórico-social para o Brasil. Desde a década de 1950, com o início da modernização do País, o petróleo foi utilizado para sustentar o sistema de transporte. Por isso, várias iniciativas começaram a ser implementadas com o objetivo de aumentar a produção e encontrar novas reservas.

Hoje, o Brasil é um dos poucos países com domínio da tecnologia de exploração petrolífera em águas profundas e ultraprofundas. A maior parte da extração e do refino abastece o mercado nacional. Por isso, a exportação fica em segundo plano.

Desde 2003, a capacidade de produção supre mais de 90% da demanda interna. No entanto, em 2006, foi superado o valor da necessidade total. Essa autossuficiência contribuiu para o aumento das vagas de emprego, criação de cursos técnicos e superiores específicos para o setor, assim como o desenvolvimento da economia.

Em 2007, também foi anunciada a descoberta do pré-sal. A tecnologia pioneira tornou a camada a principal fronteira petrolífera do mundo. Os avanços tecnológicos proporcionaram a redução de custos e trouxeram várias inovações para o setor, como:

· robôs submarinos que monitoram e fazem reparos em equipamentos inacessíveis aos mergulhadores devido à profundidade em que estão;

· robôs autônomos lançados nas sondas para fazer ajustes no fundo do mar, sem exigir manutenção externa;

· nanotubos de carbono que diminuem o peso dos equipamentos e aperfeiçoam a condutividade elétrica e térmica;

· sistema de inteligência artificial que confirma o uso de equipamentos de segurança pelos colaboradores para evitar acidentes.

A expectativa é que o pré-sal atraia ainda mais a atenção das petroleiras mundiais. Tanto que, em 2019, deve ser realizado o maior leilão do mundo do excedente da cessão onerosa, com uma arrecadação mínima de 25 bilhões de dólares. Isso é derivado do direito de exploração de cinco bilhões de barris em uma área com mais potencial.

Qual é a importância da Petrobras para o Brasil?

O petróleo é um recurso tão importante que já causou até crises mundiais e tem uma entidade própria, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Até a descoberta das primeiras reservas, o Brasil permanecia dependente de empresas privadas multinacionais, que exploravam o recurso natural.

Após a 2ª Guerra Mundial, foi iniciado um movimento para nacionalização do setor, com a campanha “O petróleo é nosso”. Dessas discussões surgiu a Petrobras, em 1953. Criada pelo então presidente Getúlio Vargas, a empresa tinha a garantia de monopólio da extração de petróleo.

Hoje, a Petrobras continua tendo o Governo Federal como acionista majoritário, mas é uma empresa de economia mista. Até 1997, a empresa fazia a exploração, a produção, o refino e o transporte de petróleo, o que garantiu seu papel de liderança na comercialização de derivados da substância no País.

Em 1997, foi sancionada a lei de abertura do mercado para empresas estrangeiras. Ainda assim, a estatal continua até hoje como a principal organização do setor. Com a autorização para explorar o pré-sal, a Petrobras chegou ao status de petroleira mais sustentável do mundo, em 2008.

Em 2018, a produção total de petróleo e gás, inclusive de gás natural (LGN), chegou a 2,62 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Desse total, 2,53 milhões de boed foram fabricados no Brasil e 98 mil no exterior. A média foi de 2,03 milhões de barris por dia (bpd).

Apesar de a Petrobras ter sofrido uma desaceleração em seu crescimento a partir de 2013, ela continua com alto valor de mercado, sendo a segunda maior da Bovespa, com R$302,56 bilhões.

O governo federal também indicou a importância de estimular a indústria nacional e aumentar a participação da Petrobras nos investimentos para o setor.

Como o Brasil se posiciona, em relação a outros países, na indústria do petróleo?

A participação do setor de petróleo e gás natural no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro chega a 13%. Este percentual tende a crescer significativamente nos próximos anos devido ao pré-sal. O petróleo do pré-sal acabou revelando-se de baixo custo e capaz de competir com shale oil e shale gas, produção não convencional realizada nos Estados Unidos. A competitividade conquistada nos últimos anos ocorreu pelos avanços tecnológicos e geológicos, que aumentaram a eficiência.

Atualmente, a produção da camada pré-sal é corresponde a mais de 50% da fabricação do país. Até 2030, o Brasil deve se tornar um dos maiores exportadores de petróleo e gás no mundo. Em outras palavras, há grandes possibilidades de crescimento do setor, o que reserva aos empreendedores a chance de consolidar seus negócios.

Assim, a indústria do petróleo tem grande importância e tende a crescer significativamente no país. Muitas são as oportunidades — e os dados apresentados neste post comprovam isso. Por tudo que foi exposto neste texto, fica evidente a relevância desse segmento para o Brasil.

E você, achou interessante esse contexto sobre a indústria petrolífera brasileira? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e apresente os dados para outras pessoas!

Fonte: Parque Industrial Bellavista – Macaé

Voltar ao Topo