Offshore

Parte superior da plataforma da Equinor está a caminho do Brasil

Parte superior da plataforma da Equinor está a caminho do Brasil

A parte superior de uma plataforma, mais conhecida como topside,  da nova plataforma do campo de Peregrino, da Equinor, já saiu do Texas (EUA) rumo ao Brasil, em um deslocamento que deve demorar um pouco mais de um mês. Enquanto isso, os alojamentos que serão instalados na embarcação também começaram a sua viagem com destino à costa brasileira, saindo de Stord, na Noruega, a bordo do navio BigRoll Beaufort.

A petroleira norueguesa trabalha em diferentes frentes para iniciar a produção da plataforma, batizada de Peregrino-C. A companhia disse que já está instalando equipamentos e oleodutos submarinos no fundo do mar no campo de Peregrino, localizado a aproximadamente 85 km da costa do Brasil, na bacia de Campos, em lâmina d’água de 100 metros. No mês passado, a jaqueta da plataforma saiu da Holanda, onde foi construída, em direção ao Brasil.

O campo de Peregrino foi o primeiro ativo da Equinor no Brasil. Sua produção começou em 2011 e atingiu recentemente o marco de 200 milhões de barris produzidos. Com o início da chamada fase 2 do empreendimento, a petroleira pretende adicionar cerca de 260 milhões de barris de petróleo às reservas do campo. A plataforma Peregrino C começará a sua produção no final de 2020.

A Equinor já anunciou que as emissões de CO2 do campo serão reduzidas em 100.000 toneladas por ano após a introdução da fase 2 do Peregrino. Isso porque com o início das atividades de Peregrino-C, o principal combustível para geração de energia passará a ser gás importado e não mais o diesel.

Sobre a Equinor

A Statoil ASA é uma empresa estatal petrolífera norueguesa com sede em Stavanger que trabalha na extração de gás natural e petróleo. O atual diretor da presidência é o norueguês Eldar Sætre. A companhia está em processo de alteração de nome desde o dia 16 de maio de 2018.

Voltar ao Topo