Petróleo

Pemex investe US $ 10 bilhões para desenvolvimento de campo onshore e offshore

Pemex investe US $ 10 bilhões para desenvolvimento de campo onshore e offshore

A Pemex recebeu aprovação da Comissão Nacional de Hidrocarbonetos do México (CNH) por um investimento de US $ 10 bilhões e investimentos de 25 anos para desenvolver oportunidades de exploração em terra e no mar.

A Pemex desenvolverá 22 novos campos marítimos em 2019, 18 dos quais em águas rasas do Golfo do México. Em terra, a aprovação da comissão se estende ao campo de Ixachi, a descoberta de terra mais significativa da Pemex dos últimos 25 anos.

Segundo o plano, a Pemex vai investir US $ 330 milhões em operações de desenvolvimento e extração em seu campo de 1.121 km 2 no Octli. Este projeto, o décimo plano de desenvolvimento aprovado pela CNH, inclui perfuração e completação de cinco poços de desenvolvimento adicionais a serem perfurados em 2019 e 2020.   O campo Octli tem reservas recuperáveis ​​de 31,3 MMboe e 39,76 Bcfg em estratos do Mioceno e do plioceno inferior.

Após a conclusão do desenvolvimento do Octli, a Pemex adicionará 232.000 bopd e 790 MMcfg à sua produção anual, equivalendo a 13% do petróleo atual e a 16% das atuais taxas de produção de gás.

A Pemex

Petróleos Mexicanos (PEMEX) é uma empresa estatal do México, de economia mista. Criada em 1938, conta com um monopólio constitucional para a exploração dos recursos energéticos (principalmente petróleo e gás natural) em território mexicano, além disso, também conta com diversas operações no exterior.

A empresa atua sob a supervisão de um conselho de administração, cujo presidente é o Secretário de Energia do México: Pedro Joaquín Coldwel (2012-atualmente).

Além de ser a companhia estatal encarregada de administrar a exploração, produção e comércio de petróleo, é a maior empresa de petróleo da América Latina tendo lucros superiores a US$ 106.000,00 milhões por ano, uma cifra superior ao PIB de alguns dos países da região.

Voltar ao Topo