Óleo e Gás

Petrobras coloca à venda quatro campos de petróleo e gás no ES

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (15) que vai vender sua participação em dois conjuntos de concessões marítimas em águas profundas no pós-sal capixaba. O Polo Golfinho e o Polo Camarupim, localizados na Bacia do Espírito Santo, no Litoral Norte do Estado, possuem dois campos de petróleo e gás cada um e poderão ser negociados em conjunto ou separadamente.

As concessões serão até 2031 e 2032, respectivamente, e os interessados nas áreas terão até o dia 7 de fevereiro deste ano para expressar que querem participar do certame. A venda dos campos faz parte com o programa de desinvestimentos da Petrobras. A estatal pretende otimizar o portfólio e melhorar sua alocação de capital e, com isso, valorizar suas ações.

Governo do ES quer que sucatas de plataformas de petróleo sejam recicladas
Por que mais uma vez Petrobras adiou investimento em plataforma no ES?

O Polo Golfinho, onde opera o navio-plataforma FPSO Cidade de Vitória, inclui os campos de Golfinho, que é produtor de óleo; o campo de Canapu, produtor de gás não associado; além do bloco exploratório BM-ES-23. A produção total média dos campos entre 2018 e 2019 foi de 15 mil barris de petróleo por dia (bpd) e 750 mil m³/dia de gás.

Já o Polo Camarupim compreende os campos de Camarupim e Camarupim Norte, ambos produtores de gás não associado. Em fevereiro de 2015, o navio-plataforma Cidade de São Mateus, localizado no Polo Camarupim, explodiu deixando nove mortos e 26 feridos. Desde então, não estava sendo feita exploração no polo.

A Petrobras tem 100% de participação nas concessões dos Polos Golfinho e Camarupim(*), com exceção do bloco exploratório BM-ES-23, em que possui participação majoritária de 65%, em parceria com a PTTEP (20%) e Inpex (15%). A Petrobras é a operadora em todas as concessões.

EMPRESA JÁ COLOCOU À VENDA OUTROS CAMPOS E BLOCOS NO ES

A companhia já havia anunciado o descomissionamento de dois blocos exploratórios na bacia do Espírito Santo, localizado em Linhares. Os blocos ficam em terra e a companhia detém 50% de participação em cada um deles.

Além desses, em setembro do ano passado, a Petrobras anunciou a venda de 27 campos de produção em terra no Norte do Estado. A negociação de ativos incluía campos maduros, instalações compartilhadas de escoamento e tratamento de produção, localizados nos nos municípios de São Mateus, Jaguaré, Linhares e Conceição da Barra, denominadas conjuntamente Polo Cricaré.

Voltar ao Topo