Petróleo

Petrobras e Total finalizam venda offshore de ativos no Brasil

A Petrobras completou a venda de ações anteriormente anunciada em vários campos brasileiros para o Total da França por US $ 1,95 bilhão.

O acordo foi anunciado como parte da aliança estratégica das duas empresas, assinada em março de 2017.

Como parte do acordo, a Petrobras já transferiu para o total de 35% dos direitos, bem como o operador, do campo Lapa no bloco BM-S-9A no pré-sal da Bacia de Santos, juntamente com a Shell (30%), Repsol-Sinopec (25%) e Petrobras (10%). O campo da Lapa foi colocado em produção em dezembro de 2016, através da capacidade de 100 mil barris por dia, Cidade de Caraguatatuba FPSO.

Além disso, a Petrobras vendeu para Total 22,5% dos direitos da área de Iara, que compreende os campos Sururu, Berbigão e Oeste de Atapu no Bloco BM-S-11A no pré-sal da Bacia de Santos, operado pela Petrobras (42,5% ) ao lado da Shell (25%) e da Petrogal (10%). A produção em Iara deverá começar em 2018 através da capacidade do PPS-FPSO de 150 mil barris por dia nos campos de Berbigão-Sururu, que será seguida por um segundo FPSO em 2019 no campo de Atapu.

O preço de venda de US $ 1,95 bilhão não inclui $ 400 milhões que podem ser desencadeados pela Petrobras para levar parte de sua participação no investimento nos campos de desenvolvimento Iara e pagamentos contingentes.

“Essas transações representam um passo importante em nossa aliança estratégica. Como a Petrobras é líder na exploração de pré-sal e a Total é líder em África do Sul profunda, nossa parceria tem potencial para reduzir nossos riscos exploratórios e tornar as duas empresas mais competitivas. Trabalhar em parceria é estratégico para a Petrobras. Acreditamos que isso crie valor e continuaremos promovendo nossa cooperação em todos os segmentos da cadeia de valor de petróleo e gás “, disse Pedro Parente , CEO da Petrobras.

VEJA TAMBÉM: Governo cria grupo para incentivar investimento em refino de petróleo e petroquímica

“A realização da nossa Aliança Estratégica com a Petrobras segue a recente decisão de lançar o desenvolvimento em larga escala do gigante campo Libra operado pela Petrobras, em parceria com a Total. Com esta Aliança, a Total está desenvolvendo uma posição importante no Brasil, em uma das bacias mais prolíficas em todo o mundo, aproveitando nossa experiência em profundidade no exterior, que é uma das nossas principais forças. Estamos especialmente satisfeitos por ser o primeiro grande a operar um campo produtor de pré-sal no Brasil “, disse Patrick Pouyanné , Presidente e CEO da Total.

“Pretendemos manter o fortalecimento da nossa Aliança Estratégica com a Petrobras graças ao nosso compromisso de ampliar nossa cooperação técnica em operações, pesquisa e tecnologia e desenvolver novas sinergias entre as duas empresas”.

Voltar ao Topo