Petróleo

Petrobras finaliza venda de fatia em 34 poços de petróleo

O noticiário corporativo tem como destaque a venda de 34 poços pela Petrobras, enquanto a M. Dias Branco incorporou a Piraquê. Já a Multiplan comprou participação adicional no Ribeirão Shopping e a São Martinho alterou a política de dividendos. Confira os destaques:

Petrobras 

A Petrobras finalizou a venda da sua participação em 34 poços petrolíferos no litoral do Estado do Rio Grande do Norte, na chamada Bacia Potiguar, para a empresa Potiguar E&P S.A., subsidiária da Petrorecôncavo S.A.

Segundo a Petrobras, a operação de venda foi concluída com o pagamento de US$ 266 milhões (R$ 1,096 bilhão) pela Potiguar E&P.

A Petrobras já havia recebido US$ 28,8 milhões em abril deste ano, quando as duas empresas assinaram o contrato. Informações das empresas revelam que os campos produzem em média 5,8 mil barris diários na Bacia Potiguar. O desinvestimento da Petrobras faz parte do plano da estatal brasileira de “gerar valor para os nossos acionistas”.

M. Dias Branco (MDIA3)

A M. Dias Branco, maior fabricante de massas e biscoitos do Brasil, informou ontem (9) à CVM que está incorporando a Piraquê, sua subsidiária no Estado do Rio de Janeiro que possui uma indústria de bolachas.

Segundo a M. Dias Branco, com a incorporação total o capital social da Piraquê, no valor de R$ 417,4 milhões, representado por 226,8 milhões de ações ordinárias, passa imediatamente ao seu controle.

“Em decorrência da incorporação, a Piraquê será extinta, e todos os seus bens, direitos, haveres, obrigações e responsabilidades passarão, automaticamente, ao acervo patrimonial da M. Dias Branco, que a sucederá em caráter universal”, informa o documento. A M. Dias Branco anunciou a aquisição da Piraquê em fevereiro de 2018, por uma soma estimada em R$ 1,5 bilhão pelo mercado.

São Martinho (SMTO3)

A São Martinho anunciou a nova política de distribuição de dividendos anuais com payout de 25% do lucro. A medida foi aprovada pelo conselho de administração empresa em reunião da última segunda-feira.

A empresa ainda anunciou o pagamento de R$ 102 milhões em juros sobre o capital próprio aos acionistas.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan informou que exerceu seu direito de preferência sobre proposta apresentada por terceiro para aquisição da participação equivalente à 2,19% da ABL total, detida por um dos condôminos do RibeirãoShopping, localizado em Ribeirão Preto, pelo valor de R$ 28,7 milhões.

A efetivação da transação está sujeita, entre outras providências usuais em negócios dessa natureza, à aprovação das autoridades concorrenciais.

Madero

A rede brasileira de restaurantes Madero fará um IPO nos Estados Unidos em meados de 2020, segundo o jornal Valor Econômico. A rede de restaurantes fará a oferta na Nasdaq e a operação deverá ficar ao redor dos US$ 8 bilhões.

O Madero já teria contratado o JP Morgan e o Bank of America para conduzirem a oferta de ações primária e secundária. O Madero foi fundado pelo empresário Luiz Durski Júnior, do Paraná, que comanda o negócio. A gestora americana de fundos Carlyle é sócia minoritária, com 23,3% da empresa. O apresentador de TV Luciano Huck também é acionista minoritário. Atualmente, o Madero tem restaurantes em 18 Estados brasileiros e no Distrito Federal.

Rota das Bandeiras inicia oferta 

A Concessionária Rota das Bandeiras S.A., que opera rodovias estaduais no interior paulista, iniciou ontem (9) sua oferta de debêntures no mercado, no valor total de R$ 2,1 bilhões.

A oferta se estenderá até 9 de junho de 2020 e o dinheiro obtido com a venda dos papéis será usado para a duplicação e outras obras de melhorias em 14 rodovias estaduais do Corredor Dom Pedro I, do anel viário de Campinas e da via perimetral em Itatiba. As debêntures vencerão a partir de janeiro de 2024.

Voltar ao Topo