Óleo e Gás

Petrobras inicia fase vinculativa para venda de ativos onshore

A empresa semi-pública brasileira de energia Petrobras anunciou sexta-feira o início da fase de vinculação para a venda de todos os seus interesses em dois grupos de campos terrestres.

O Polo Recôncavo compreende 14 licenças de exploração e produção localizadas no estado da Bahia, onde a Petrobras possui 100% de participação, exceto nos campos de Cambacica e Guanambi, onde possui participação majoritária de 75% e 80%, respectivamente.

A produção média total em 2018 foi de cerca de 2.800 barris por dia (Bpd) de petróleo e 2,0 milhões de pés cúbicos por dia (Mmcf / d) de gás.

O Polo Cricaré está localizado no Espírito Santo e contém 27 blocos próprios. A produção do ano passado foi de 2.800 bpd de petróleo e 0,3 Mmcf / d de gás.

A empresa iniciou uma agenda de transformação após a nomeação de Roberto Castello Branco como CEO em janeiro, com o objetivo de focar os investimentos em ativos de alto retorno, como o pré-sal da Bacia de Santos, ao desinvestir em projetos não essenciais.

Os desinvestimentos totais no primeiro semestre do ano foram de US $ 15,1 bilhões

Voltar ao Topo