Naval

Petrobras vai leiloar navio de perfuração em águas ultraprofundas

A Petrobras está buscando leiloar um navio-sonda em águas ultraprofundas, construído em 2010.

A empresa planeja vender o drillship Vitoria 10000 através de um leilão eletrônico internacional em setembro. O Vitoria 10000 é um navio-sonda de sexta geração construído pela Samsung, sob o design Samsung 10000.

A sonda – inicialmente de propriedade da Schahin – mais tarde renomeada para BASE – entrou em serviço em 2010.

A ferramenta Bassoe Analytics, da agência norueguesa Bassoe Offshore, mostra que a plataforma está atualmente quente no Brasil. Dados do MarineTraffic mostram que a sonda está ancorada perto do campo de Badejo, na Bacia de Campos.

A Bassoe Offshore estima que o valor da Vitória 10000 seja de cerca de 105 a 116 milhões. A VesselsValue, outro site que fornece vendas estimadas e valor de compra de embarcações, elevou sua estimativa de valor de mercado para o Vitoria 10000.

Segundo a VesselsValue, a Vitoria 10000 é, a partir de 25 de julho, avaliada em torno de US $ 174,83 milhões. Este é um aumento em comparação aos níveis de julho de 2018, quando a VV valorizou o navio-sonda em cerca de US $ 129 milhões. Os dados da VesselsValue mostram que a sonda tinha um valor de pico em março de 2011 – em torno de US $ 683 milhões.

Qualquer que seja o valor, os sites brasileiros de notícias de energia informaram que, para os potenciais compradores, a promessa de um contrato futuro para a sonda com a Petrobras terá um papel significativo na venda.

O Vitória 10000 tem 227,8 metros de comprimento, com uma largura de 42 metros. Pode acomodar 199 pessoas e tem uma capacidade máxima de profundidade de perfuração de 11430 metros. É capaz de perfurar em profundidades de até 3048 metros.

Informações no site da Petrobras mostram que o navio-sonda está disponível para as partes interessadas visitarem a partir de 24 de julho de 2019, até cinco dias úteis antes da data do leilão – marcada para 18 de setembro.

Voltar ao Topo