Petróleo

Petróleo sobe com expectativa de corte na produção da Opep

O preço dos contratos para dezembro do Brent, a referência global, subia 0,43% nesta manhã, a US$ 60,17, na ICE, em Londres, enquanto os contratos para novembro do WTI, a referência americana, avançavam 1,06%, a US$ 54,50 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York.

O desempenho, somado à alta de ontem, ajuda a commodity a reduzir as perdas na semana. No acumulado da semana, o Brent tem queda de 0,81% e o WTI, 0,75% até o momento.

O Produto Interno Bruto (PIB) da China teve expansão de 6% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, um ritmo de crescimento mais lento pelo segundo trimestre consecutivo. Foi o ritmo mais lento desde o primeiro trimestre de 1992, quando a China começou a publicar esses números.

Por outro lado, crescem a pressão e as apostas para a Opep aprofundar o corte na produção a partir de sua próxima reunião, em dezembro. “Parece que existe um piso para os preços do petróleo e as expectativas estão crescendo para a possibilidade de ver a Opep se tornar mais agressiva com seus cortes de produção no próximo mês de dezembro”, disse o analista Edward Moya, da Oanda.

No cenário do mercado de petróleo, também consta o adiamento do anúncio formal que iniciaria o cronograma para a Oferta Pública de Ações (IPO) da estatal saudita Aramco. Segundo fontes do “Financial Times”, a companhia quer esperar até que possa oferecer aos investidores uma maior transparência sobre os lucros do trimestre mais recente, depois dos atentados ocorridos a suas instalações no mês passado, que temporariamente cortaram sua produção pela metade.

Voltar ao Topo