Energia

Powertis desenvolverá 765MW de projetos solares no Brasil

Ao entrar em operação, os projetos serão capazes de gerar energia suficiente para atender às necessidades de eletricidade de mais de 1.150.000 famílias.

A Powertis, com sede em Madri, anunciou planos para desenvolver 765MW de projetos solares nos estados de Minas Gerais e São Paulo, no Brasil.

O portfólio solar a ser desenvolvido pela empresa incluirá um projeto de 495MW e três projetos de 90MW cada.

A empresa espanhola Soltec fornecerá rastreadores solares para todos os projetos solares, além de facilitar os serviços de instalação e construção.

Ao entrar em operação, os projetos serão capazes de gerar energia suficiente para atender às necessidades de eletricidade de mais de 1.150.000 famílias.

Com o portfólio com contratos de compra de energia (PPAs) com duas empresas de linha de frente brasileiras, a Powertis deverá operar as usinas até o final de 2041.

Prevê-se que os projetos solares iniciem suas operações em janeiro de 2021 e janeiro de 2022.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o BNB (Banco do Nordeste) fornecerão financiamento para o portfólio solar. O fechamento financeiro dos projetos está previsto para o quarto trimestre de 2019 e o primeiro trimestre de 2020.

O BTG Pactual, um grande banco do Brasil, é o consultor estratégico e financeiro da Powertis.

O CEO da Powertis, Pablo Otín, disse: “Com a construção desses quatro projetos, a Powertis continua a fortalecer sua posição no mercado brasileiro e também contribui para a geração de empregos por meio da implementação de energia limpa”.

Durante as fases de instalação e construção, os projetos solares devem criar mais de 7.200 empregos diretos e indiretos.

O projeto solar criará mais de 160 empregos diretos e indiretos permanentes após o início de suas operações.

Em fevereiro, a Powertis anunciou planos para desenvolver 2GW de projetos de energia solar fotovoltaica durante os próximos três anos no Brasil e na Espanha, com 1GW em cada país.

Powertis afirmou: “A empresa se tornou um dos principais investidores em energia fotovoltaica no Brasil após a aquisição de mais de 700 MW em projetos solares e líder nos mercados de ACL e PPAs bilaterais”.

A empresa está empenhada em investir no desenvolvimento, estruturação, financiamento, construção e operação de projetos fotovoltaicos de larga escala na Europa e na América Latina.

Voltar ao Topo