Indústria

Produtora de alumínio Norsk atingida por ataque cibernético

A Norsk Hydro, uma das maiores produtoras de alumínio do mundo, estava lutando na terça-feira para conter um ataque cibernético que atingiu parte de sua produção, fazendo com que suas ações caíssem e os preços do alumínio subissem.

A empresa fechou várias usinas de extrusão de metal, que transformam lingotes de alumínio em componentes para montadoras, construtoras e outras indústrias, enquanto suas fundições gigantes em países como Noruega, Catar e Brasil estavam sendo operadas manualmente.

O ataque, que começou na noite de segunda-feira e foi escalonado da noite para o dia, afetou os sistemas de TI da empresa durante a maior parte de suas atividades.

“A Hydro está trabalhando para conter e neutralizar o ataque, mas ainda não conhece a extensão total da situação”, disse a empresa em um comunicado.

Acrescentou que o ataque não afetou a segurança de sua equipe e que era muito cedo para avaliar o impacto nos clientes.

A notícia do ataque elevou os preços do alumínio em 1,2%, para US $ 1.944 a tonelada no início do pregão na Bolsa de Metais de Londres, antes de abrir mão de alguns ganhos para negociar a US $ 1.935.

O evento foi um caso raro de um ataque às operações industriais na Noruega. O último ciberataque publicamente reconhecido no país nórdico foi na empresa de software Visma, quando hackers trabalhando em nome da inteligência chinesa violaram sua rede para roubar segredos de seus clientes.

As empresas e os governos estão cada vez mais preocupados com os danos que os hackers podem causar nos sistemas industriais e na infraestrutura nacional crítica, depois de vários ataques cibernéticos de alto nível nos últimos anos.

Voltar ao Topo