Notícias

Qualiman rescinde contrato com a Petrobras e demite 1.200 trabalhadores

Não está nada fácil trabalhar com a nova Petrobrás, que acaba de colocar na prateleira mais um caso de problema no relacionamento com seus fornecedores e prestadores de serviço. A Qualiman Engenharia anunciou que rescindiu seu contrato com a petroleira para a construção da Unidade de Abatimento de Emissões (SNOX) da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco.

De um lado, a empreiteira afirma que não tem recebido pagamentos de valores devidos pela Petrobrás. A estatal, por sua vez, nega que tenha débitos com a Qualiman. E no meio deste tiroteio de bate e rebate, estão 1.200 trabalhadores que atuavam na obra e que agora engrossarão a lista de desempregados no Brasil.

Esta é uma obra problemática, que acumula em um passado não tão distante outro problema parecido. Para lembrar, em 2014, milhares de trabalhadores perderam seus empregos com a desmobilização de obras na Rnest. Naquela época, quem tocava as obras da SNOX era a antiga Alusa (hoje Alumini Engenharia), que foi investigada na Lava Jato e decretou recuperação judicial em 2015. O consórcio liderado pela Alumini e a Petrobrás tiveram algumas divergências quanto ao pagamento de aditivos ao contrato original, que chegavam a marca de R$ 1,2 bilhão.

A conclusão da Unidade de Abatimento de Emissões é necessária para que o trem 1 da refinaria passe a operar em carga plena. Desde o início das atividades, a unidade está autorizada a refinar 100 mil barris por dia, mas tem condição de atingir o máximo de 115 mil barris diários.

O Petronotícias procurou a Petrobrás para que se posicionasse sobre o caso. A estatal nos enviou a seguinte nota: “A Petrobras informa que recebeu, no dia 09/12/2018, às 20h16 (horário local), notificação de rescisão contratual da empresa Qualiman Engenharia e Montagens Ltda, contratada para a conclusão das obras da Unidade de Abatimento de Emissões (SNOX) da Refinaria Abreu e Lima, a partir de 10/12/2018.

A empresa alegou dificuldades financeiras de prosseguir com as obras do empreendimento. A Petrobras esclarece que cumpriu todos os requisitos e obrigações contratuais com a Qualiman Engenharia e Montagens Ltda. A companhia está tomando as medidas cabíveis e avaliando alternativas para a retomada das obras”.

A nossa equipe de reportagem também procurou a Qualiman para se posicionar sobre o caso, mas até a publicação desta reportagem não obteve retorno. (Fonte )

Voltar ao Topo