Blog

Retorno da Samarco vai gerar 1.000 empregos em 2020

Com previsão de retorno até o segundo semestre deste ano, as atividades da Samarco devem aquecer a economia do sul do Estado. Em especial de Anchieta. Também por conta da geração de empregos diversos com a volta da multinacional através de diversas empresas que prestam serviços diretos e indiretos. A expectativa é grande uma vez que desde a paralisação diversos prejuízos foram contabilizados no Espírito Santo.

Com a obtenção da licença Operacional Corretiva, obtida em outubro de 2019, a retomada das operações deve acontecer até o final de 2020. Uma das principais inivações tecnológicas é o sistema de filtragem.

Estão previstos mil empregos  e esse impacto positivo pode se estender até Aracruz, litoral norte do ES.

Até a paralisação das atividades, a Samarco representava 5% do PIB capixaba. A partir de agora o retorno das atividades pode atrair novos investimentos e gerar a economia que vai influenciar vários novos empreendimentos.

No início a Samarco vai trabalhar com 26% de sua capacidade total, o que pode gerar até 8 milhões de toneladas/ano de materiais. Também está prevista a instalação de novas tecnologias para acumulo de resíduos secos.

Em seguida a produção poderá chegar até 16 milhões de tonelada por ano.

ANÁLISES

De acordo com a análise de Durval Vieira de Freitas, Coordenador do Fórum Capixaba de Petróleo e Gás da Findes o momento é muito positivo:”O retorno da Samarco é um fato importante para todo o Es em especial para a região Sul: é uma empresa séria e competente” ainda de acordo com Durval o cenário é positivo e a Samarco deverá abrir contratações específicas para seu quadro também.

OS DEMITIDOS

Com a geração de 1.000 empregos através de empresas que prestam serviço em toda a região sul capixaba, novos profissionais serão contratados. Estima-se que o dobro de oportunidades deverá ser atingida com a contratação indireta em prestação de serviços.

Segundo fontes consultadas pela coluna existe a possibilidade da contratação nesta fase dar preferência aos ex-funcionários que participaram do acordo coletivo através do SINDIFER (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado. Porém todos irão prestar um processo seletivo para o retorno.

A contratação de empresas para abarcar essa nova fase de operações da Samarco terá como principal demanda, profissionais técnico em segurança do trabalho, técnico em meio ambiente, caldeireiro, mecânico de manutenção, torneiro, motorista e profissionais de Tecnologia da Informação.

Voltar ao Topo