Petróleo

Rússia pronta para assumir o controle das maiores reservas de petróleo do mundo

O governo venezuelano está se preparando para entregar o controle da empresa estatal de petróleo PDVSA à russa Rosneft, informou um jornal local, citando fontes do setor.

O TASS russo relata , citando o El Nacional, que o movimento radical está sendo discutido como uma maneira de apagar a dívida de Caracas com Moscou. A dívida é considerável: no final de junho deste ano, o dinheiro devido apenas à Rosneft era de US $ 1,1 bilhão . Isso está abaixo dos US $ 1,8 bilhão no final de março.

Dois anos atrás, Caracas e Moscou fecharam um acordo para a reestruturação de outra dívida de US $ 3,15 bilhões para a Rússia em 10 anos, com pagamentos mínimos nos primeiros seis anos. Desde 2006, os empréstimos russos à Venezuela atingiram mais de US $ 17 bilhões no total.

Segundo o relatório do El Nacional, Moscou reagiu positivamente à sugestão e várias comissões foram criadas e enviadas à Venezuela para avaliar a situação na PDVSA. O primeiro feedback dessas comissões foi declaradamente que a empresa era muito grande e precisava de demissões sérias para se tornar mais competitiva.

A competitividade permanece questionável, no entanto. A maioria das sanções dos EUA à Venezuela visou precisamente a PDVSA por causa de seu papel vital como vaca leiteira do país – e do governo Maduro -. A Rosneft também é alvo de sanções americanas.

A Rosneft atua na Venezuela em projetos conjuntos com a PDVSA. No entanto, essas atividades parecem não violar as sanções dos EUA, de acordo com o enviado especial dos EUA para a Venezuela Elliott Abrams. No entanto, Abrams disse no mês passado que podem estar previstas sanções para a empresa russa no futuro. Se o relatório do El Nacional for confirmado, provavelmente virá mais cedo ou mais tarde

Caracas supostamente quer passar o controle para a Rosneft sem ter que passar pela privatização. De qualquer forma, uma mudança de propriedade sobre a PDVSA precisaria ser aprovada pela Assembléia Nacional, que é controlada pela oposição.

Voltar ao Topo