Economia

Saiba os motivos que resultam no bloqueio do Bolsa Família

Bolsa família

O Bolsa Família é um dos mais populares programas sociais do governo federal, onde oferece uma ajuda de custo às famílias de baixa renda. Mas existem algumas situações em que podem gerar o bloqueio do benefício, inclusive de forma permanente. 

Para garantir o funcionamento ou evitar fraudes, o Ministério da Cidadania exige que os beneficiários mantenham suas documentações atualizadas dentro daquilo que foi estipulado ao fazer seu cadastro.

O principal fator diz respeito a renda máxima que deve ser de até R$ 178 por pessoa. Ultrapassando essa quantia, se o valor for identificado pela administração do programa, a família é desligada automaticamente.

Outro ponto importante é sobre o recebimento dos auxílios. Os cadastrados que passarem mais de três meses sem sacar os valores serão convocados inicialmente para poder fazer a retirada.

Se a quantia permanece em suas contas, estes serão desativados, partindo do princípio de que os mesmos não precisam mais do valor.

Há exigências também que variam de acordo com a realidade de cada familiar. No caso de mulheres grávidas, por exemplo, o programa exige um acompanhamento médico durante todo o pré-natal.

Se a gestante não comparecer às unidades de saúde e realizar seus exames, será notificada informando o cancelamento do benefício nutriz (destinado às grávidas).

Já para as crianças, é preciso que elas estejam matriculadas em escolas públicas e possuam uma frequência mínima de 75% nas aulas.

Se a diretoria da escola informar à administração do Bolsa Família que o aluno não está comparecendo, ele poderá perder seu auxílio.

No que diz respeito a documentação, é preciso que o cadastro esteja sempre atualizado. Informações referentes a mudança de endereço, escola, entre outras, devem ser sempre repassadas ao Cadastro Único.

Pente fino do Bolsa Família

É importante ressaltar que desde o ano passado o governo federal está realizando um pente fino para poder desligar os cadastrados que estão descumprindo os tópicos acima. O objetivo da ação ao retirar essas famílias, é possibilitar que novos cadastros sejam feitos.

A entrada de beneficiários é determinada de acordo com o orçamento anual liberado pelo governo federal. Por isso há um limite de aceites por ano. (Fonte)

 

Voltar ao Topo