Blog

Saiba qual é a média salarial para trabalhar em plataforma de petróleo e gás

Os salários são altos e variam de acordo com cada profissão podendo chegar até R$50.000,00

Na contramão da crise financeira as empresas de petróleo e gás estão contratando cada vez mais funcionários para trabalhar em embarcações de plataformas.

Tais empresas, também conhecidas como offshore, investem alto em remunerações de pessoal a fim de conseguirem mão de obra extremamente competente e qualificada. Além disso, a média salarial está acima da habitual devido ao maior grau de dificuldade do exercício de funções embarcadas.

Muitos são os que estão em busca de uma oportunidade de trabalho no ramo offshore, e para essas pessoas uma pergunta é recorrente: “Quanto posso ganhar para trabalhar em uma plataforma de petróleo e gás?”
A reposta para essa pergunta varia de acordo com o grau de escolaridade, especialização técnica, conhecimentos de línguas estrangeiras e principalmente de acordo com cada empresa contratante. Por isso vale ressaltar que os valores apresentados são as médias de mercado e estão sujeitos a alterações.

Segundo informações de funcionários da SBM Offshore, profissionais embarcados com funções de Eletrotécnico ganham cerca de R$4.000,00 por mês, sendo essa uma das menores remunerações relatadas ao site de informativo Glassdoor. Já profissionais mais qualificados como Oficias de Maquinas e Engenheiros recebem entre 10 e 15 mil reais.

A Sheltermar revela um panorama ainda mais atraente para aqueles que desejam saber mais afundo quanto se ganha para trabalhar em plataformas de petróleo.

Na área de Administração das plataformas os salários são estonteantes, e muito cobiçados. O cargo de Gerente de Operações da Plataforma possui em início de carreira um salário de R$30.00,00. Um profissional da mesma área com maior experiência e qualificação pode ganhar, como expectativa máxima de salário, incríveis R$50.000,00 por mês.

Também no setor administrativo, Operadores de Rádio ganham em média 7 mil como salário mínimo e 9 mil como máximo. Os cargos de menor remuneração são os de Padeiro e Ajudante de Cozinha que podem ganhar de 2 a 4,5 mil reais por mês.

Em embarcações de apoio, os cargos de menor remuneração são os de Marinheiro de Convés, Taifeiro, Cozinheiro, Operador de Guindaste e Operador de ROV, todos ganhando em média 3 mil reais. Já a remuneração mínima de maior valor é para o cargo de Mergulhador, com 12 mil reais.

Ainda nas embarcações de apoio, para profissionais experientes e amplamente qualificados, os salários máximos são surpreendentes. Os profissionais com formação e atuação como Capitão ou Chefe de Máquinas podem ganhar até 30 mil reais por mês.

Mergulhadores também possuem excelente remuneração máxima, podendo ganhar até 20 mil por mês. Os cargos de menor remuneração máxima são os de Taifeiro e Cozinheiro que ganham no máximo 4 mil reais mensalmente.
No setor de manutenção de plataformas de petróleo e gás, profissionais da área de Engenheiro Chefe e Mergulhador ganham inicialmente entre 12 e 13 mil reais. Já aqueles que atuam na área de Soldador ganham inicialmente 3 mil reais.

A profissão de menor remuneração inicial é a de Pintor, que ganha em torno de R$1.500,00. Quanto aos salários máximos, na carreira de Engenheiro Chefe e Mergulhador o salário pode chegar a 20 mil reais. Já no ramo de Soldador e Pintor o máximo é de 6 e 4 mil reais respectivamente.

Por fim, nas áreas de Marítima e Perfuração, Operadores de DP e Engenheiros de áreas diversas ganham inicias 9 e 8 mil reais respectivamente e máximos 12 e 30 mil reais. O cargo de menor remuneração é para Homem de Área (Roustabouts) que ganha entre R$1.500,00 a R$4.000,00, que apesar de ser a menor remuneração, ainda é impressionante se comparado com quaisquer outras carreiras convencionais.

++ VEJA AS VAGAS DE EMPREGO OFFSHORE DISPONÍVEIS HOJE

Voltar ao Topo