Offshore

Saipem adquire novos contratos no valor de 700 milhões de dólares

A segunda fase do desenvolvimento do campo de Liza na Guiana, atribuído pela ExxonMobil e outros contratos no E & C Offshore do Congo

A Saipem recebeu contratos para a segunda fase do desenvolvimento do campo de Liza , um projeto operado pela Esso Exploration & Production Guyana Limited(EEPGL), uma subsidiária da ExxonMobil . Os trabalhos serão realizados em continuidade à primeira fase já atribuída à Saipem em 2017.

PARA SAITIM A EXECUÇÃO DA DETALHAMENTO DA ENGENHARIA

No final da engenharia preliminar e aprovação das autoridades governamentais, os parceiros de joint venture e a emissão da notificação para prosseguir com os próximos passos do projeto, Saipem realizará a engenharia detalhada e irá fornecer os bens e serviços necessários para a construção e a instalação de risers ,tubulações , estruturas submarinas e jumpers de conexão. Os contratos incluirão também o transporte e instalação de umbilicais, coletores com suas fundações, bem como sistemas de injeção de água e gás. O desenvolvimento do Bloco Stabroek será assegurado pela JV estabelecida pela Esso Exploration & Production Guyana Limited,como operadora com uma participação de 45%, pelaHess Guyana Exploration Limited com uma participação de 30% e pela CNOOCNexen Petroleum Guyana Limited com 25%.

LIZA ESTÁ A CERCA DE 200 KM DA COSTA DA GUIANA

O campo de Liza está localizado a cerca de 200 km da costa da Guiana, no bloco de Stabroek, a uma profundidade máxima de 1.850 metros. Esta segunda fase do desenvolvimento do campo de Liza é caracterizada por um maior número de poços e estruturas submarinas em comparação com a primeira fase, contribuindo com uma produção de cerca de 220 mil barris por dia.

CAO: AQUISIÇÃO ESTRATÉGICA COM A VONTADE DE CONSOLIDAR NOSSA POSIÇÃO DE LÍDERES DE MERCADO OFFSHORE

“Esta aquisição é estratégica para nós e consistente com nosso desejo de consolidar nossa posição como líder no mercado offshore Subsea Flowlines Umbilical e Risers (SURF)” , comentou Stefano Cao, CEO da Saipem -. Além disso, reforça nosso relacionamento com um cliente importante, a ExxonMobil, e nos dá a oportunidade de participar de maneira segura e eficaz no desenvolvimento dos recursos significativos de hidrocarbonetos da Guiana. O projeto envolverá o uso do recém-adquirido navio Constellation, que, juntamente com o veículo FDS2, garantirá a execução offshore que iniciará a produção em 2022 “.

ADJUDICA UM NOVO CONTRATOOFFSHORE E & C NA REPÚBLICA DO CONGO

Além disso, através de sua subsidiária Boscongo um novo contrato SA, Saipem premiado com E & C Offshore da República do Congo para um projeto de MMO ( Manutenção, modificações e Operações ) na Centrale Electrique du Congo , instalação que irá abranger mais de metade das necessidades de eletricidade do país. O escopo do trabalho inclui a execução de engenharia, aquisição de bens e serviços necessários para a construção ecomissionamento , incluindo testes de start-up e testes, para expandir a capacidade da mesma fábrica localizada a 15 km a sudeste de Pointe Noire, próximo ao estaleiro Saipem, que fornecerá o suporte necessário para as atividades do projeto. A capacidade de produção será aumentada dos atuais 300 MW para os 450 MW especificados. O valor total dos contratos é de cerca de 700 milhões de dólares norte-americanos.

Voltar ao Topo