Offshore

SBM assina carta de intenção para arrendar e operar FPSO Mero 2 no Brasil

A SBM Offshore assinou uma Carta de Intenções (LOI) em conjunto com a Petróleo Brasileiro SA (Petrobras) por um contrato de 22,5 anos e opera com o FPSO  Mero 2 , a ser implantado no campo de Mero, na Bacia de Santos, no litoral do Brasil, a 180 quilômetros da costa do Rio de Janeiro. Janeiro.

O bloco Libra, onde está localizado o campo Mero, está em Contrato de Compartilhamento de Produção para um Consórcio formado pela Petrobras, como Operador, com 40%, Shell com 20%, Total com 20%, CNODC com 10% e CNOOC Limited com 10%. percentual de juros. O Consórcio também conta com a participação da empresa estatal Pré-Sal Petróleo SA (PPSA) como gestora do Contrato de Partilha de Produção.

A SBM Offshore projetará e construirá o FPSO  Mero 2  usando seu programa Fast4WardTM, líder do setor, pois incorpora o novo casco multipropósito da empresa, combinado com vários módulos de topsides padronizados. Isso significa que dois dos três cascos Fast4WardTM atualmente em construção foram agora formalmente alocados para projetos.

O FPSO será projetado para produzir 180.000 barris de petróleo por dia. Além disso, o FPSO terá uma capacidade de injeção de água de 250.000 barris por dia, capacidade de tratamento de gás associada de 12 milhões de metros cúbicos padrão por dia e uma capacidade mínima de armazenamento de 1,4 milhão de barris de petróleo bruto. O peso dos módulos de topo do FPSO será de cerca de 33.000 toneladas. O FPSO será espalhado ancorado em aproximadamente 2.000 metros de lâmina d’água. A entrega do FPSO é esperada em 2022.

“A assinatura desta Carta de Intenções demonstra novamente que a SBM Offshore iniciou uma nova era de crescimento. Esse prêmio não representa apenas a reentrada da empresa no Brasil, um dos mercados mais importantes para a empresa com um de nossos principais clientes, como também confirma a competitividade do nosso conceito Fast4WardTM, ao mesmo tempo em que expande seu alcance geográfico ”, Bruno Chabas , CEO da SBM Offshore comentou.

Enquanto isso, Eduardo Chamusca, gerente da SBM Offshore Brazil Country, disse: “Nós da SBM Offshore Brasil estamos muito animados com a vitória deste importante projeto. Vemos isso como o início de uma nova fase de crescimento em um dos mercados domésticos da SBM Offshore, apoiado por cerca de um terço da mão de obra global da SBM Offshore no Brasil. O FPSO  Mero 2  representa uma nova geração de FPSOs complexos do pré-sal e, como tal, está ampliando nossa significativa base de experiência e histórico no país. A equipe no Brasil está pronta para apoiar a execução sem falhas deste projeto e assegurar operações confiáveis ​​para o período de arrendamento a partir de então. Energia.Comprometido!”

Voltar ao Topo