Portos

Secretário de Comércio do Brasil não vê impacto do impasse no transporte marítimo iraniano

O secretário de Comércio Exterior do Brasil, Lucas Ferraz, disse que não há sinais de que o impasse envolvendo navios iranianos sem combustível perto dos portos brasileiros afetará as relações comerciais bilaterais.

Até o momento, disse Ferraz, não houve impacto nas exportações brasileiras para o Irã. Os navios, destinados a trazer grãos de volta ao Irã, não têm combustível para a viagem porque a petroleira estatal Petróleo Brasileiro SA ( PETR4.SA ) se recusou a vendê-los por causa das sanções dos Estados Unidos ao Irã.

Voltar ao Topo