Petróleo

Segundo leilão falido de petróleo no Brasil tem funcionários atacando regras

Um dos cinco blocos disponíveis recebeu uma oferta na quinta-feira, um dia após dois dos quatro blocos não terem sido vendidos. Mais uma vez, a maioria das grandes empresas de petróleo ficou de fora. O ministro da Economia do Brasil disse que a quase total ausência de jogadores estrangeiros o deixou “aterrorizado” e que envia uma mensagem de que é difícil fazer negócios no Brasil.

“Ninguém apareceu”, disse Paulo Guedes a repórteres em Brasília. “Passamos por muitos problemas e, no final, vendemos coisas para nós mesmos.”

Quatorze empresas se inscreveram para licitar na quarta-feira uma área estimada em armazenar até 20 bilhões de barris de petróleo. Foi o maior leilão de reservas desde o final da segunda Guerra do Golfo. No final, a Petrobras fez a licitação: a empresa estatal ganhou o maior bloco ao oferecer o mínimo com dois parceiros chineses e ganhou outro bloco pelo qual foi a única licitante. Mais dois quarteirões não atraíram lances.

Na quinta-feira, a Petrobras e seu parceiro chinês conquistaram um bloco com a oferta mínima, enquanto outros quatro blocos não receberam ofertas.

“O valor que as empresas precisariam comprometer antecipadamente, com taxas de licença e compensação para a Petrobras, era muito alto”, disse o CEO da Petroleo Brasileiro SA, Roberto Castello Branco, em uma entrevista, citando também incertezas regulatórias. “Não desistimos de nossos parceiros; eles desistiram de nós. “

O regulador de petróleo do Brasil disse que regras que dão à Petrobras direitos de preferência na compra de produtos “inibiram” outras empresas de participarem.

“Não parece um bom julgamento manter o regime como é hoje”, disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Os leilões deveriam fazer parte do afastamento do Brasil das políticas nacionalistas de petróleo, ajudando-o a injetar dinheiro estrangeiro para desenvolver reservas. O governo  estimou que  o leilão de quarta-feira – que inclui a chamada transferência de direitos do petróleo – aumentaria cerca de US $ 25 bilhões em taxas e outros US $ 25 bilhões em compensação para a Petrobras, que já investiu em perfuração e plataformas. No final, o total de licenciamento foi de US $ 17 bilhões, e a Petrobras receberá apenas uma fração do que esperava inicialmente.

Os resultados atingiram a moeda brasileira e o preço das ações da Petrobras, que caíram mais de 5% antes de terminar o dia pouco mudou. Um analista chamou o leilão de “desastre total” para o governo.

Para saber mais sobre o mega leilão de campos petrolíferos no flop, clique aqui

Castello Branco disse que havia preocupações entre as principais empresas de petróleo sobre quais decisões o Pré-Sal Petroleo, uma agência criada para gerenciar a participação do governo na produção do país, tomaria no futuro.

Nos dias anteriores ao leilão de quarta-feira, já havia sinais de que o resultado seria uma decepção para o governo. A BP Plc e a Total SA disseram que não ofereceriam, enquanto a Exxon Mobil Corp., que construiu o maior portfólio de exploração offshore no Brasil depois da Petrobras, manifestou  preocupação  com os altos custos.

Vendo as grandes empresas petrolíferas que há muito se associaram à empresa desistindo ou vacilando, Castello Branco disse que chamou o diretor financeiro da Petrobras Andrea Marques de Almeida para seu escritório no dia em que o leilão se aproximava.

“Se queremos ir sozinhos – podemos?”, Perguntou ele. A resposta: “Nós podemos”.

Castello Branco disse que a Petrobras pode desenvolver o gigantesco campo de águas profundas de Búzios que conquistou por conta própria, sem comprometer a disciplina financeira. A empresa tem fundos para pagar todas as taxas e ainda reduzir a dívida este ano. A Petrobras encerrou o terceiro trimestre com uma forte posição de caixa e também possui 34,1 bilhões de reais (US $ 8,3 bilhões) em crédito com o governo que pode usar para pagar as taxas, disse Castello Branco.

A empresa estava mirando pelo menos 30% do campo de Búzios, não os 90% que acabaram, disse ele. Os parceiros chineses assumiram apenas uma participação de 10%.

Voltar ao Topo