Offshore

Shell pede autorização do Ibama para perfuração da área na Bacia de Santos

A empresa Shell solicitou ao Ibama a licença de autorização para o início da atividade de perfuração do bloco Alto de Cabo Frio Oeste, da Bacia de Santos, no qual foi arrematada pela estatal na 3ª Rodada de leilões referentes ao pré-sal que ocorreu em outubro do ano passado.

A área leiloada é formada pelo consórcio entre as estatais anglo-holandesa com 55%, chinesa CNOOC com 20%, e a QPI, do Catar, com 25%. No total, o grupo embolsou R$ 350 milhões em bônus de assinatura pelo bloco. O Ibama determinou que a companhia realize um estudo ambiental da perfuração.

O leilão das regiões do pré-sal é uma constatação do desmonte do patrimônio público. A área poderia ter sido operada por empresas brasileiras, o que movimentaria a economia e, assim, gerar lucro para investir no País.

Voltar ao Topo