Energia

Siemens Gamesa decepciona em ganhos

O crescimento de receita de 6% no primeiro trimestre de 2019 não foi o suficiente para que a Siemens Gamesa entregasse um relatório trimestral que atenda às expectativas dos analistas. No final, a Siemens Gamesa conseguiu obter um resultado líquido de 18 milhões de euros, enquanto os analistas estimaram 25,1 milhões de euros. O EBIT chegou a 138 milhões de euros.

O início do ano também teve forte atividade para a Siemens Gamesa, particularmente em turbinas eólicas offshore e serviços. No entanto, o mercado de energia eólica terrestre tem sido mais desafiado por preços baixos e atividades reduzidas, anunciou a companhia, que também enfatiza que espera aumentar a atividade em terra ao longo do ano. A entrada de pedidos do primeiro trimestre foi avaliada em EUR 2,5 bilhões, e o negócio de energia eólica em terra registrou um crescimento de 7,7% em pedidos, desembolsando EUR 1,8 bilhão.

No final do período, a empresa tinha uma carteira de pedidos no valor de 23 bilhões de euros, 8% a mais do que o mesmo período do ano anterior. Deste montante, EUR 15,7 bilhões serão executados após o atual exercício fiscal. O preço médio de venda de uma turbina da Siemens Gamesa estabilizou e ficou em EUR 0,76 milhão por MW no primeiro trimestre. O preço de venda no trimestre anterior, Q4, foi de EUR 0,75 milhões por MW.

Isso continua a tendência desencadeada pela Siemens Gamesa e pela Vestas no segundo semestre de 2018 – também confirmada quando a Nordex publicou seu relatório em novembro do ano passado. A fabricante alemã de turbinas surgiu com um preço médio para novas encomendas de EUR 0,74 milhões EU / MW, 3,2% maior do que no trimestre anterior. A Siemens Gamesa viu um aumento de dois por cento no preço no primeiro trimestre.

Confiança no mercado europeu

A Siemens Gamesa registrou pedidos no total de EUR 2,54 bilhões e, apesar de um mercado eólico onshore desafiador neste setor, a Europa continua a ser a maior fonte de atividade da empresa. No primeiro trimestre, as turbinas eólicas em terra representaram 1,7 mil milhões de euros em encomendas, enquanto as encomendas eólicas em alto mar atingiram 396 milhões de euros e as prestações de serviço em 346 milhões de euros. No primeiro trimestre de 2019, a Europa foi o mercado mais importante para a Siemens Gamesa, com uma carteira de encomendas de 965 MW, dos quais 379 MW vieram do mercado interno da Espanha.

A América do Norte e a América do Sul fizeram uma oferta com 750 MW, enquanto a Ásia e a Índia garantiram 654 MW da Siemens Gamesa. Tudo isso indica que a Siemens Gamesa se concentrará especialmente na Europa e nos EUA e buscará esses mercados para garantir um crescimento sustentado nos próximos trimestres. Em suas perspectivas para o resto do ano, a empresa diz que mercados maduros, como a Alemanha e a Suécia, verão uma atividade crescente no resto do ano.

A Siemens Gamesa também projeta expectativas positivas para a Austrália. O fato de vários projetos offshore em fase de licitação nos EUA terem resultado em ofertas abaixo do esperado também é um resultado positivo, de acordo com a fabricante alemã-espanhola, pois mais estados agora esperam aumentar o ritmo da construção eólica offshore. O mercado brasileiro é um pouco mais imprevisível devido ao novo governo que suspendeu os leilões eólicos, diz a Siemens Gamesa no relatório.

Voltar ao Topo