Óleo e Gás

SISTAC avança em mercado de mergulho para atividades de óleo e gás

SISTAC avança em mercado de mergulho para atividades de óleo e gás

A SISTAC, especializada em soluções de inspeção, manutenção e reparo offshore na indústria de óleo e gás, deu avanço significante em seu negócio. A companhia conquistou recentemente a confirmação de sua filiação ao IMCA (International Maritime Construction Association) para operações de mergulho raso offshore.

A empresa tem como objetivo prover soluções de Engenharia em Inspeção, Manutenção e Reparo emerso e submerso no mercado de Óleo & Gás no Brasil, buscando a integridade e o aumento da vida útil dos ativos de seus clientes, por meio de segurança, qualidade, sustentabilidade, ética e alto engajamento de nossos colaboradores, operações e negócios.

Valores

Segurança

Zelar pela segurança de seus funcionários, clientes e parceiros e pela preservação do meio ambiente.

Sentimento de Dono

Assumir pessoalmente os  resultados e buscar eficiência em suas práticas.

Ética

Agir com ética e integridade em relações profissionais.

Colaboração

Acreditar fortemente no trabalho colaborativo e multidisciplinar para a conquista de grandes resultados.

Foco no Cliente

Criar soluções de valor para os  clientes, com o objetivo de manter relações duradouras.

O CEO da empresa, Felipe Gutterres, explica a importância do novo feito: “Essa filiação faz com que a SISTAC seja a primeira empresa da América do Sul com essa certificação para o mergulho raso. O que mostra claramente que estamos em outro nível em relação aos padrões, equipamentos, procedimentos e segurança operacional”.

Agora, a companhia também olha para o futuro, mirando nos próximos passos a serem dados. “Nós mobilizamos mais de nove novos contratos nos últimos 18 meses. Ainda temos mais dois grandes contratos para mobilizar até o final do ano. E aí, teremos investimentos de algumas dezenas de milhões de reais para esses contratos”, revelou. O executivo detalhou ainda como são realizadas as atividades de inspeção, manutenção e reparo envolvendo mergulhadores, que vão de profundidades de 50 metros a 300 metros – no caso dos mergulhos profundos.

Voltar ao Topo