Carreiras e Profissões

Trabalhar embarcado ainda vale a pena? Descubra !

O mercado de trabalho offshore está entre o mais disputado por conta das vantagens oferecidas aos colaboradores, mas será que trabalhar embarcado ainda vale a pena? É lucrativo seguir carreira neste segmento?

Com tantos altos e baixos na economia, principalmente no Brasil, é comum que profissionais que tenham o sonho de trabalhar no regime offshore tenha duvida  e se pergunte se trabalhar embarcado ainda vale a pena.

Pode se dizer que as dificuldades existem tanto para quem deseja trabalhar embarcado como também para quem está buscando oportunidades em terra, no entanto quando se compara os benefícios e salários de um colaborado embarcado com um funcionário onshore pode se afirmar que trabalhar embarcado ainda vale a pena sim.

Contudo é preciso que o próprio profissional saiba identificar o que é mais vantajoso de repente o que é atrativo para alguns, pode não ser tão vantajoso para outros, por isso listamos algumas vantagens para saber se trabalhar embarcado ainda vale a pena.

COMO IDENTIFICAR SE TRABALHAR EMBARCADO AINDA VALE A PENA

Antes de listar as vantagens que ajudam a identificar se trabalhar embarcado ainda vale a pena é preciso alertar que as funções offshore exigem muito mais de um trabalhador.

A começar pela jornada de trabalho que pode durar até 12h ou mais e ainda pelo período embarcado aonde o colaborador chega a ficar meses sem pisar em terra firme.

Vale lembrar que o profissional está em funções de risco e deve estar 24h em alerta durante o período de embarque, para evitar acidentes ou mesmo para saber agir diante de um incidente.

Como em toda profissão os riscos existem, mas as vantagens também e entre elas estão:

Salário acima da média: em geral o trabalhador que escolhe trabalhar embarcado recebe salário até 3 vezes maior em comparado com trabalho em terra.

Pode se exemplificar que um soldador que atua nas indústrias onshore recebe em média R$ 1.700,00 por mês no salário bruto. Se for exercer a mesma função embarcado pode ganhar em média R$ 5.100 realizando a mesma função.

Os profissionais que optam por funções mais específicas e raras tendem a ganhar muito mais, como por exemplo, geólogos, gerente de operação, engenheiro submarinho entre outras.

Oportunidades de crescimento: O colaborador que deseja seguir carreira e que realmente se identifica com o trabalho embarcado pode ter uma carreira de sucesso.

Como citado acima algumas profissões ainda está carente de mão de obra especializada e buscar investir nestas áreas pode ser uma oportunidade de ganhar ainda e se tornar um profissional valorizado, o que faz qualquer um perceber que trabalhar embarcado ainda vale a pena.

Bônus e Benefícios: Os colaboradores embarcados são beneficiados com alguns bônus pelas empresas, existem diversos tipos de benefícios além dos mais comuns como assistência média e odontológica, vale refeição e alimentação, convenio farmácia, PLR.

Muitas indústrias que atuam no segmento offshore costumam oferecer bônus por desempenho e tempo de trabalho que são financeiramente vantajosos.

Lazer e Alimentação: ao contrário do que muitos pensam mesmo confinados ao trabalho, os profissionais têm direito ao lazer e alimentação saudável. As empresas investem em espaços onde eles possam jogar, descansar, ler em outras atividades que geram descontração e evita o estresse diário da profissão.

A alimentação é outra vantagem, pois há nutricionistas que desenvolvem pratos para a preparação buscando uma alimentação de qualidade para evitar o desgaste e a baixa imunidade.

Embora possa parecer difícil o trabalho embarcado oferece inúmeras possibilidade para que quer investir no segmento, apesar dos riscos e desafios profissionais da área afirma que trabalhar embarcado ainda vale a pena, principalmente para aqueles que gostam e querem permanecer no setor.

Voltar ao Topo