Offshore

Três novos acordos de plataforma acrescentam US $ 75 milhões à carteira de pedidos da Transocean

De acordo com o relatório trimestral de status da frota da Transocean divulgado na quinta-feira, o mais longo dos três contratos é com a Hurricane Energy para a plataforma de perfuração semi-submersível Paul B. Lloyd Jr.. A plataforma será usada para operação no Mar do Norte do Reino Unido.

O Hurricane concordou em contratar a sonda construída em 1990 com um contrato de 255 dias, a partir de fevereiro de 2020.

O relatório mostra que o contrato é dividido em dois termos, em que a taxa diária seria de US $ 160.000 entre fevereiro e abril de 2020 e aumentaria para US $ 205.000 no período de fevereiro a setembro de 2020. O contrato atual da plataforma com a BP no Reino Unido expira este mês.

Em Brunei, a Transocean ganhou um contrato para sua unidade de perfuração semi-submersível Deepwater Nautilus . O contrato de 45 dias é com a Shell e deve começar em fevereiro de 2020. A Transocean compartilhou que a taxa diária seria de US $ 175.000. Atualmente, a plataforma está na Malásia, sob contrato com a Shell. O contrato atual deve expirar em novembro.

O terceiro contrato garantido no trimestre é para o navio de perfuração em águas ultraprofundas Discoverer India no Egito, onde Burullus exerceu uma opção de um poço no Egito, em continuação direta do contrato atual que deve expirar em dezembro.

O novo contrato, que deve durar até abril de 2020, terá uma taxa de dia aumentada – US $ 175.000 – em comparação com a taxa de dia atual de US $ 135.000.

Com os últimos contratos, a carteira de pedidos da Transocean é de US $ 10,8 bilhões. Esta é uma queda em comparação com uma carteira total de US $ 11,4 bilhões divulgada no relatório anterior sobre o status da frota em julho, quando a empresa adicionou 5 novos contratos no valor de US $ 158 milhões.

Voltar ao Topo