Notícias

Vale é condenada a pagar R$ 11,8 mi a familiares de vítimas de Brumadinho

Um juiz do estado brasileiro ordenou nesta quinta-feira (19 de setembro) que a gigante da mineradora Vale pague quase US $ 3 milhões às famílias de três vítimas de um colapso de barragem de rejeitos que matou centenas de pessoas.

A decisão do juiz Rodrigo Heleno Chaves foi a primeira ação individual bem-sucedida contra a Vale pelo desastre de 25 de janeiro, um dos piores acidentes industriais do país.

As decisões sobre outros pedidos de indenização contra a empresa ainda estão pendentes.

Chaves concedeu às famílias das três pessoas mortas no desastre um total de 11,9 milhões de reais (US $ 2,8 milhões), segundo o tribunal de Minas Gerais, o estado em que o desastre aconteceu.

A decisão foi tomada depois que outro juiz estadual, em julho, ordenou que a Vale pagasse por todos os danos causados ​​pelo colapso da barragem, sem quantificar a quantia em dinheiro.

A Vale vem lutando para lidar com as conseqüências da violação da barragem que expeliu milhões de toneladas de resíduos de mineração pelo campo e forçou a suspensão de algumas de suas operações.

O desastre foi o segundo envolvendo a Vale em três anos na região rica em minerais.

Desde então, o Brasil proibiu a construção de novas barragens a montante, mais baratas, mas menos estáveis ​​do que outros tipos de barragens de rejeitos, e ordenou o descomissionamento das existentes.

 

Voltar ao Topo