Biocombustíveis

Vendas de etanol hidratado no Centro-Sul do Brasil saltam 53% em maio

Vendas de etanol hidratado no Sul do Brasil saltam 53% em maio

Os produtores de etanol do Centro-Sul do Brasil venderam 2,05 bilhões de litros (541 milhões de galões) de etanol hidratado em maio, uma melhora de 53,19% em relação ao ano anterior. Este é o maior volume já registrado para o mês em questão, disse a associação local da indústria canavieira Unica.

As vendas de etanol anidro saltaram 44,53% para cerca de 805,33 milhões de litros, contra 557,20 milhões de litros no ano anterior. No total, as vendas totais de etanol totalizaram 2,85 bilhões de litros no mês passado, um aumento de 50,64% em relação ao ano anterior.

A produção nos últimos quinze dias de maio para o etanol hidratado e anidro foi de 1,42 bilhão de litros e 723,04 milhões de litros, respectivamente. O etanol de milho representou 48,59 milhões de litros.

Desde o início da safra de cana, o volume total de etanol vendido na região Centro-Sul do país foi de 5,51 bilhões de litros, dos quais 203,89 milhões foram destinados à exportação e 5,31 bilhões ao mercado interno, observou a Unica.

Ainda segundo a ANP, o valor da gasolina é o mais baixo registrado de janeiro até junho nas duas cidades.

O motivo para queda no preço dos combustíveis é a competitividade. Quem não oferece valores mais atrativos para o cliente pode ficar com os produtos parados no estoque.

“Se não entramos na competitividade com outros postos de combustíveis, o prejuízo se torna muito maior”, explica o gerente de posto Jean Ciriaco Cunha.

Muitos motoristas aproveitaram a baixo nos preços para encher o tanque. Em um posto de combustíveis de Araçatuba, uma fila de carros chamou atenção de quem passava pelo local.

Voltar ao Topo